RSS
  • Hoje, 23/05/2012.

    Mai 23 2012, 21h14

    Pois é, cá estou eu escrevendo de novo. Meu tema da vez são as amizades que fazemos na Last.fm. Aí vocês me perguntam: "Mas você só fala da Last.fm? Tu é viciada nisso aqui?". Eu só falo da Last.fm aqui porque não vejo outro assunto senão esse para tratar neste "blog". Demais assuntos escrevo em outros lugares, cada acorde em seu lugar. Pois bem, voltando ao assunto principal, quero deixar aqui registrada minhas reflexões sobre as "amizades" - esqueci-me de usar as aspas antes, mas não vou mudar, assim elas chamam mais atenção - que fazemos aqui. Elas seriam as "amizades perfeitas", já que, teoricamente, você faria amizade com quem tem uma super compatibilidade musical com você. Bobagem! Todas as conversas interessantes que tive aqui até hoje não duraram muito tempo. Algumas sim, é verdade; há também a possibilidade de retomar assunto com aqueles cuja entrevista fora interrompida e jamais retomada; sim, tudo pode acontecer. Mas até hoje nada. Não sei se sou eu o problema, se sou eu aquela que não consegue fazer uma amizade virtual ganhar força. Talvez eu seja antiquada demais para isso. Mas bem, se meu caro leitor se identifica com essas reflexões convido-o a mais uma: seria esta a teoria que diz que "os opostos se atraem e os iguais se repelem" posta em prática? Podemos pensar sobre isso, não? Apesar de eu achar que ninguém é exatamente igual a ninguém (Hey Gessinger!). A pessoa pode amar Legião tanto quanto eu, ou até mais, mas haverão outros empecilhos para a amizade continuar. Eu confio no olho a olho, na palavra na cara. Que ironia, estou escrevendo isso em uma rede social. Puuuf, que preservadora dos bons costumes fajuta sou eu.
  • Hoje, 10/02/2012,

    Fev 10 2012, 3h45

    descobri que Móveis Coloniais de Acaju é uma banda boa pra caralho, que a Mallu Magalhães tem um nome muito grande, que o China é cantor (e dos bons), que o Marcelo Camelo é cantor dos Los Hermanos e tem a capa de álbum legal, que a Tiê já cantou na Europa, que a música Ana e O Mar do O Teatro Mágico é muito tri e infelizmente confirmei que a Last.fm não te deixa ouvir mais de cinquenta músicas sem pagar. É, nem tudo na vida são rosas. Mas tudo isso que descobri neste dia foi graças à Last.fm que não me pagará por este merchan e pelas boas (ou não) companhias que me disseram que a Last.fm existe. Hasta.