Álbuns (2011)

RSS
Recomendar

Fev 14 2011, 0h58

Mogwai - Hardcore Will Never Die, But You Will - 7,5
Não presenciei nada de inovador nesse novo do Mogwai, não é nada do que não se tenha ouvido, porém a qualidade do álbum consegue prosseguir do começo ao fim.

PJ Harvey - Let England Shake - 9,0
Só conhecia algumas músicas soltas dela. Ouvi três vezes o álbum em dois dias, qualidade altíssima, valeu muito a pena dar uma chance.

The Decemberists - The King Is Dead - 7,0
Depois do magnífico Hazards of Love, os Decemberists voltaram só que dessa vez sem o brilho do projeto antecessor, o que ouvimos aqui é um bom e agradável som folk. Se analisarmos pela proposta do álbum temos um resultado positivo.

Radiohead - The King of Limbs - 7,5
Radiohead sempre impressiona, o novo álbum não é melhor que In Rainbows mas é no mínimo impactante, bastante experimental e com poucas faixas que se destacam. Um Banho de água fria nos indies pop-rockers.

Protest the Hero - Scurrilous - 8,0
Técnico e bem coeso, está aí uma ótima banda que irei buscar conhecer mais.

Paatos - Breathing - 8,0
Um som atraente e confortante. Com a doce voz de Petronella Nettermalm tudo fica mais fácil.

Beardfish - Mammoth - 8,0
Esse pode se dizer que é o puro Prog de raíz! Mas também incrementado com características modernas. Altamente recomendado para qualquer fã do estilo.

Explosions in the Sky - Take Care, Take Care, Take Care - 8,5
Com a mesma fórmula dos trabalhos anteriores (Agora mais direto), não importa, é lindaço! Uma viagem que faz bem para a alma.

Van der Graaf Generator - A Grounding In Numbers - 7,5
Para quem está acostumado em ouvir seus épicos de mais de 10 minutos dos anos 70, irá se deparar com um set-list com músicas de 2 e 3 minutos. Porém isso não significa que a veia progressiva se foi. Peter Hammill e sua banda continuam seguindo essa legião de mais de 40 anos.

Phideaux - Snowtorch - 9,5
O que se percebe ouvindo este álbum é que Phideaux teve todo o cuidado ao compor cada minuto, cada nota. Uma beleza que há muito tempo não ouvia. Não me surpreenderia se futuramente Snowtorch seja considerada uma obra-prima

Blackfield - Welcome to My DNA - 7,5
Bem mais suave que os dois primeiros e não com tanta qualidade como estava indo o Blackfield, mas ainda assim uma ótima opção para um dia sossegado.

Ulver - War of the Roses - 7,5
Ulver é a banda que mais surpreende quando se trata de lançamento de um novo álbum. Este mostra um som meio que enigmático, difícil de se decifrar e de ter uma opinião concreta. Vale a tentativa, você pode não entender nada ou simplesmente achar fantástico.

Fleet Foxes - Helplessness Blues - 9,0
Mostrou que não é uma banda que se destaca no debut e depois some, o folk do Fleet Foxes está mais atraente que nunca!

Amon Amarth - Surtur Rising - 8,0
Grande álbum! Quase todas as músicas contém ótimas passagens que empolgam demais.

dredg - Chuckles and Mr. Squeezy - 6,5
Os Dredg fizeram uma mudança drástica em seu estilo musical partindo para um som bem mais pop. Tem seus bons momentos mas definitivamente não me conquistou.

For All We Know - For All We Know - 7,0
Muita expectativa para um trabalho não tão grande assim, apesar de encontrarmos alguns ótimos arranjos.

Devin Townsend - Deconstruction - 9,5
Épico, sarcástico, apocalíptico. Pode-se definir assim a terceira parte do projeto de Devin Townsend, que tem ainda um time de convidados pra lá de respeitável para reforçar ainda mais esse poderoso álbum.

Maybeshewill - I Was Here for a Moment, Then I Was Gone - 8,0
Continua com a mesma qualidade dos álbuns anteriores, ainda com umas pitadas de orquestrações de vez em quando, um prato cheio para quem gosta do estilo que a banda toca.

In Flames - Sounds of a Playground Fading - 7,5
No começo parecia um álbum totalmente decepcionante, mas depois veio uma música melhor que a outra! No geral, é bem agradável de se ouvir.

King Crimson - A Scarcity Of Miracles - 8,0
Robert Fripp volta dessa vez fazendo um som bem mais jazz/ambient. Pode agradar a uns e outros nem tanto. Mas a verdade é que sua genialidade está exposta neste álbum com um time de primeira.

Neal Morse - Testimony 2 - 8,5
A continuação de Testimony veio em CD duplo e em nível altíssimo, Morse mostra todo seu virtuosismo em vários épicos bem diversificados e divididos em partes, não os deixando cansativos.

Yes - Fly From Here - 7,0
A lendária banda Yes volta com mudanças na formação, é quase um revival ao passado, não executado com tanto sucesso.

Bon Iver - Bon Iver - 9,0
Deitar no meio do nada e sentir a brisa do fim do dia. Essa é a sensação totalmente única que este álbum do Bon Iver te oferece. Toda a instrumentação, criando uma verdadeira esfera de relaxamento junto com os vocais delicados.

Unexpect - Fables of the Sleepless Empire - 8,5
Uma mistura inacabável de estilos, álbuns assim são raros de se ouvir por aí. Prog, Death, Jazz, música cigana, eletrônica e muito mais do que você imagina. Caso não tenha uma mente aberta musicalmente passe longe!

Red Hot Chili Peppers - I'm With You - 9,0
A banda não sentiu a saída de John Frusciante e fez um excelente trabalho. Um álbum com todo o suingue característico do Red Hot, muito agradável de se ouvir.

Amorphis - The Beginning of Times - 7,0
O álbum tem ótimas ideias do começo ao fim, mas parece que faltou algo a mais para não se tornar cansativo. Ouvir por faixas separadas talvez o deixe com uma cara melhor.

Fluxious - Why so serious? - 8,0
O complexo e o acessível, o Prog e o Pop, o Metal e o Jazz adicionado aos riffs bem groovy com ótimos vocais femininos. Uma fórmula que deu muito certo!

Opeth - Heritage - 10,0
É, de longe, o álbum mais ousado de toda a carreira da banda. Influências das melhores possíveis focadas nos anos 70. Eu não preciso dizer mais nada. É simplesmente Opeth.

Dream Theater - A Dramatic Turn of Events - 8,0
A saída de Mike Portnoy, a tentativa de resgatar um som que a banda fazia antigamente. Porém o Dream Theater se encontra na mesmice. Contando com ótimos momentos mas nem sempre agradando totalmente.

Queensrÿche - Dedicated To Chaos - 6,5
Esse é mais um álbum de uma banda que vive nas sombras do passado, todos sabemos da importância que ela teve para o surgimento do Prog Metal mas isso infelizmente já foi e o Queensrÿche não acompanhou.

Steven Wilson - Grace for Drowning - 10,0
Todos os previews desse álbum duplo me deixaram com uma expectativa gigantesca. Então quando pude ouvi-lo por inteiro apenas concluí: uma clara obra-prima, um trabalho de um nível que há tempos não via. Talvez seja o melhor trabalho que Steven Wilson já fez em toda sua carreira, inovador em todos os sentidos.

Pain of Salvation - Road Salt Two - 8,5
Eu não achei o Road Salt One grande coisa, então estava com a expectativa muito baixa para esse segundo álbum. Eis que tive uma grande surpresa, a continuação dele é muito melhor trabalhada, ótima apreciação!

Mastodon - The Hunter - 9,0
Mesmo com uma fórmula mais simplificada que seu antecessor Crack The Skye, o Mastodon continua mantendo o nível de qualidade que conquistaram logo no início de sua carreira.

Almah - Motion - 8,0
Um álbum com grandes surpresas para os pouco esperançosos. Ele surpreende principalmente por seu peso que deu um "Boost" a mais, dando uma boa cara a ele.

Devin Townsend - Ghost - 8,5
Calmo, sereno e confortante. O lado inverso de Deconstruction. Álbum 100% Ambient. Pontos para toda a ousadia e versatilidade de Devin Townsend!

Anathema - Falling Deeper - 8,0
não é um álbum de inéditas, é uma compilação de regravações de músicas antigas, mas a simetria dela é tão concisa que é impossível classificá-lo apenas como uma simples coletânea.

65daysofstatic - Silent Running - 7,5
“Sillent Running” não possui tantos momentos marcantes, até porque é uma soundtrack de um filme. Porém isso não tira os créditos da extrema habilidade que a banda possui em lidar com tanto modernismo. É mais um disco para sua discografia que surpreende cada vez mais os desavisados que vão a procura de uma banda “diferente”.

Machine Head - Unto the Locust - 9,0
Riffs extraordinários e refrões marcantes do primeiro ao último minuto do álbum. Esta é a fórmula de um dos melhores e mais consistentes álbuns do ano.

Veja:

Top 10 álbuns 2011

Álbuns (2012)

Comentários

  • FelipeTerry

    Waiting for the foward albuns!

    Fev 16 2011, 4h04
  • lucas_viana

    falta o album do foo fighters ai hein

    Fev 20 2011, 17h37
  • murilocd

    Vai ser complicado o Queensrÿche fazer um álbum pior que o último American Soldier.

    Abr 13 2011, 1h25
  • HeafyD

    O Do COB tá legalzin tambem =D

    Mai 11 2011, 14h28
  • bobosapiens

    MEO DEOS: Cadê o "Fly From Here" do Yes!

    Ago 21 2011, 3h22
  • AndrewYagami

    Dá uma olhada melhor aí

    Ago 23 2011, 13h06
Ver todos os 7 comentários
Deixe um comentário. Faça login na Last.fm ou cadastre-se agora (é gratuito).