O Black Metal é um subgênero do Metal. Este subgênero ganhou vida com a banda Venom no início dos anos 80 paralelamente ao Death Metal, um outro gênero do metal extremo. O estilo influenciou o nascimento do Thrash Metal e é mais agressivo que este, incorporando em suas letras temas como Satanismo; com o surgimento da segunda geração do Black Metal, o Paganismo também ganhou destaque por meio de bandas como Bathory, algo que refletiu na cena norueguesa da década de 90.


Características musicais

As canções de black metal costumam apresentar uma ou mais das seguintes características:

* Utilização de tons menores visando à criação de atmosferas musicais sombrias, frias, obscuras e melancólicas.

* Guitarras rápidas usando a técnica de palhetadas em tremolo.

* Baixos com uso de pedal de distorção.

* Letras de cunho anticristão ou ligadas ao Paganismo, Satanismo, Mitologia e Ocultismo em geral. Existem ainda bandas em que as letras são ligadas ao Niilismo, Anti-Humanismo, algumas até mesmo à Depressão, Suicídio ou doenças mentais. Vale notar que bandas como Deicide, Immolation e Slayer possuem algumas músicas com letras referentes a alguns desses temas, porém estas bandas são consideradas respectivamente bandas de Death Metal (Deicide e Immolation) e Thrash Metal (Slayer).

* Bateria rápida e agressiva, geralmente usando a técnica de “blast beats”. A bateria também pode assumir uma sonoridade mais seca e vagarosa de forma a criar diferentes atmosferas para a canção.

* Os vocais geralmente são guturais e agudos, mas existem muitas bandas que utilizam estilos vocais bastante variados, ainda sempre “rasgados”.

* Utilização ocasional de teclados, Harpas, violinos, órgãos e coros são relativamente comuns, proporcionando à música uma sonoridade de orquestra. As bandas que se utilizam de teclados ou instrumentos sinfônicos são consideradas bandas de Symphonic Black Metal.

* Produção musical limitada e gravação de álbuns com baixa fidelidade. Este expediente é utilizado intencionalmente como uma afirmação contra a canção “mainstream” ou para criar atmosferas diferentes na canção. Este efeito de “subprodução” é obtido cortando-se as freqüências mais altas e as mais baixas, deixando apenas as freqüências médias. Poucas bandas pioneiras do estilo ainda se utilizam de tal recurso, pois sua produção musical limitada era causada principalmente por seus baixos orçamentos.


Outras características

* Uma característica notória do estilo é a utilização do “corpse paint”, que é uma pintura facial (geralmente em preto e branco) que proporciona à pessoa uma aparência de cadáver em decomposição (corpse, em inglês). A banda Immortal referia-se à sua pintura como uma pintura de guerra com significado diverso do “corpse paint”.

* Utilização de pseudônimos satânicos/obscuros ou não. Os pseudônimos são herança das tribos guerreiras do passado, onde eram usados pseudônimos com o objetivo de amedrontar os integrantes das tribos inimigas. A utilização de pseudônimos no Black Metal foi iniciada pelo Venom, cuja formação original consistia de Cronos, Mantas e Abbadon. Outros exemplos são: Quorthon (Bathory), Nocturno Culto (Darkthrone), Ihsahn (Emperor), Abbath (Immortal), Euronymous (Mayhem).

Editado por VicBanger em Mai 20 2013, 19h37

Todos os textos enviados pelos usuários nesta página estão disponíveis sob a licença Creative Commons Attribution/Share-Alike.
Os textos também estão disponíveis sob a Licença de documentação livre GNU.

Você está vendo a versão 2. Veja versões mais antigas, ou discuta esta wiki.

Você também pode ver uma lista de todas as alterações recentes na wiki.