Vladimir Davidovich Ashkenazy (por vezes transliterado Ashkenazi) (em russo: Влади́мир Дави́дович А́шкенази) (nascido a 6 de Julho, 1937) é um maestro e, mais notoriamente, pianista. Ele nasceu em Nizhny Novgorod, na Rússia, mas tornou-se cidadão islandês em 1972.

Ashkenazy iniciou os seus estudos aos 6 anos de idade. Demonstrando um prodigioso talento, foi aceito na Escola de Música Central aos 8 anos. Graduou-se pelo Conservatório de Moscovo, e em 1955 alcançou o segundo prêmio na prestigiosa Competição Internacional de Piano Frederick Chopin em Varsóvia bem como o primeiro lugar na Competição Internacional Tchaikovsky em 1962. Ele é aclamado pelas suas interpretações inteligentes e bem ponderadas. Efetuou gravações freqüentes com a Orquestra Filarmônica de Londres; duas dessas gravações foram do Concerto do Imperador de Beethoven, e diversas peças de Rachmaninov, incluindo o seu Segundo Concerto.Mais tarde, gravaria os 4 Concertos de Rachmaninov. Na década de 70, foi o solista numa gravação dos 5 Concertos para piano de Prokofiev.

Ele gravou todos os 24 Prelúdios e Fugas de Shostakovich, e todo o repertório para piano de Chopin.Sua gravação das 10 Sonatas de Scriabin, é um dos poucos ciclos completos disponíveis comercialmente.A sua gravação das 9 Sonatas de Prokofiev, infelizmente, não mais encontra-se no mercado fonográfico.

A meio da sua carreira como pianista, Ashkenazy iniciou-se na regência. As suas interpretações das sinfonias de Sibelius foram particularmente bem recebidas.

Ashkenazy foi director musical da Royal Philarmonic Orchestra (1987-1994), primeiro dirigente convidado da Cleveland Orchestra (1988-1994) e da Phillarmonia Orchestra. Além disso foi também regente convidado da Orquestra Filarmónica de Berlim, da Los Angeles Philharmonic, da Boston Symphony Orchestra, da San Francisco Symphony e da Concertgebouw Orkest. Trabalhou também regularmente em conjunto com a St. Petersburger Philharmonikern. Até ao final de Junho de 1999 foi o primeiro dirigente e líder musical da Deutschen Symphonie-Orchesters Berlin, função que desempenhou desde 1989. Em 1998 tornou-se regente principal da Orquestra Filarmónica Checa.

Vladimir Ashkenazy é actualmente o Presidente da Sociedade Rachmaninoff.

A sua filosofia e opiniões musicais, bem como sobre outros temas diversos, foram publicadas no livro ‘Beyond Frontiers’ (New York: Atheneum, 1985) que escreveu em 1995 em associação com Jasper Parrott.

Editado por [usuário excluído] em Mar 12 2008, 17h11

Todos os textos enviados pelos usuários nesta página estão disponíveis sob a licença Creative Commons Attribution/Share-Alike.
Os textos também estão disponíveis sob a Licença de documentação livre GNU.

Ficha do artista

Gerado a partir de fatos marcados na wiki.

Não existe informação sobre este artista

Você está vendo a versão 2. Veja versões mais antigas, ou discuta esta wiki.

Você também pode ver uma lista de todas as alterações recentes na wiki.