Biografia

O THE BACK HORN é uma dessas raras bandas que possuiam um grande número de fãs antes mesmo de se tornarem major. O som deles não pode ser exatamente definido, pois eles gostam de experimentar, saindo do thrash/punk e chegando ao pop-rock de uma maneira bem original, como é evidente no álbum Headphone Children. De qualquer forma, essa sonoridade funciona milagrosamente bem para a banda, provando que são artistas excepcionais e músicos brilhantes.

Em abril de 1998, atraídas pelo zumbido de Tóquio, quatro pessoas se reuniram e a banda THE BACK HORN nasceu.

Suganami Eijun, que deixou a prefeitura de Fukushima após perceber que em sua cidade natal não havia nenhum talento musical que valesse a pena, convenceu seus três amigos Yamada Masashi, Hirabayashi Naoki e Matsuda Shinji a formar uma banda. Eijun foi a Tóquio originalmente com a esperança de montar uma banda que não se contentasse com nada menos que o melhor e sentiu que havia encontrado a banda nesses três.

Inicialmente a banda se chamava Gyorai, mas depois o nome foi trocado para THE BACK HORN, que vem da curiosa má pronúncia de “The Back Hoe”, após a idéia original ser aprovada pelos membros.

Em agosto de 1999 eles foram convidados para tocar no Fuji Rock Festival. Essa foi a primeira grande apresentação da banda, e, apenas um mês depois, eles lançaram seu primeiro CD, Doko e Iku. Esse mini-album foi lançado pela Kando Records, e era constituído de oito faixas, que realmente expuseram o som único da banda. Sem perder tempo, THE BACK HORN lançou seu segundo álbum, Yomigaeru Hi, apenas sete meses depois! O último lançamento da banda pela Kando Records foi o maxi-single Fuusen em setembro de 2000. Poucos meses depois eles deixaram a Kando Records e assinaram com a grande gravadora SPEEDSTAR RECORDS. Mas parece que a glória de ser importante seria fugaz, pelo menos por enquanto …

Junto ao ano novo, novos problemas surgiram. Após terem entrado em uma gravadora major, Hirabayashi decidiu sair da banda, antes do lançamento de seu single de estréia como banda major, Sunny, que foi lançado em abril. Apesar de terem perdido o baixista em um estágio crítico, eles participaram de muitos eventos em agosto, e lançaram seu segundo single, Sora, Hoshi, Umi no Yoru. Apenas dois meses depois, o primeiro álbum major da banda, Ningen Program, foi lançado!

Isso foi aproximadamente na época em que Okamine Kohshu se juntou ao THE BACK HORN como baixista suporte durante a turnê para promover seu álbum. Durante 2002, Okamine entrou no estúdio, ainda como músico suporte, para ajudar a banda a gravar seus novos singles, Sekaiju no Shita e Namida ga Koboretara.

Mais festivais apareceram rapidamente, e durante a turnê para promover seu novo álbum, Shinzou Orchestra, lançado um mês antes, em novembro de 2002, a banda anunciou que Okamine passaria a ser o baixista oficial do THE BACK HORN.

2003 parecia ser um ano bem melhor para o quarteto, que fora reformado. A voz expressiva e emocionante de Yamada conquistou o grande diretor Kiyoshi Kurosawa, que pediu pessoalmente uma canção para entrar em seu filme “Akurui Mirai”. Como resultado, o primeiro mês de 2003 foi marcado pelo novo single da banda, Mirai. Os singles Hikari no Kesshou e Seimeisen foram lançados mais tarde, no mesmo ano, e foram seguidos pelo seu terceiro álbum, Ikiru Sainou. Naturalmente, a banda se apresentou diversas vezes durante 2003 também.

Quando a trilha sonora oficial do filme “Casshern” foi lançada, entitulada Our Last Days, uma nova música do THE BACK HORN estava incluída. Fãs do filme puderam reconhecer rapidamente a intensa energia da banda na música Requiem. Junto ao filme, chegou também, obviamente, uma incrível popularidade, e três meses depois eles estavam em Hibiya, tocando no primeiro de seus dois shows “one-man” de verão. Durante este acontecimento, eles anunciaram o lançamento de seu próximo single, Yume no Hana. O single mostrou todo o desenvolvimento do estilo musical da banda, e os fãs pareciam não ter do que se queixar, tanto que mais festivais seguidos apareceram, junto a uma performance no grande festival ROCK IN JAPAN.

Eles finalizaram o ano com o single Cobalt Blue e um DVD chamado Bokuon Yume Hanabi, que fora gravado em uma de suas apresentações one-man em Hibiya, quatro meses antes.

2005 começou de forma grandiosa para a banda, com o lançamento de outro single, Kizuna Song, seguido do quarto álbum, Headphone Children, apenas três meses depois. Esse álbum ambicioso, muitas vezes pensado para um conceito mais “down” de suas poderosas mensagens, incluia outra música que participou da trilha-sonora de um filme, Kiseki, que foi feita para a série de filmes de terror “Zoo”. A partir deste momento, a popularidade da banda cresceu absurdamente, e parecia não diminuir, resultando em uma incrível e bem sucedida turnê para promover o álbum Headphone Children. Conseqüentemente, isso levou ao lançamento de um álbum ao vivo. Levando o mesmo nome da turnê, Ubugoe Chainsaw trouxe as melhores músicas lançadas até então.

E a banda THE BACK HORN não esqueceu de seus fãs europeus! Mesmo que tenha sido breve, eles se apresentaram na Espanha também. Após esta pequena aventura na Europa, eles voltaram para sua agenda regular de apresentações e lançaram um novo single, Black Hole Birthday, no começo de dezembro de 2005; o primeiro single após onze meses.

A banda lançou mais tarde um par de singles e fizeram mais shows, incluindo uma “street-tour” acústica, onde apenas Yamada e Suganami se apresentavam nas ruas do Japão de graça. Em abril de 2006 eles lançaram seu sexto álbum, Taiyou no Naka no Seikatsu, seguido por alguns singles e seu sétimo álbum, auto-entitulado, em maio de 2007.

Em Janeiro do ano seguinte, a banda lançou sua primeira coletânea, simplesmente intitulada BEST THE BACK HORN, para comemorar os 10 anos de carreira do THE BACK HORN. Poucos meses depois a banda lançou o single Kakusei seguida por uma longa turnê que terminou em 7 de Junho no Nippon Budokan. Agora a banda se prepara para lançar o álbum Pulse em Setembro e já anunciou outra extensa turnê com 30 shows entre Outubro e Dezembro.

Autor : Hester
tradução : bure (2008-08-21)

Editado por [usuário excluído] em Mai 18 2009, 6h18

Todos os textos enviados pelos usuários nesta página estão disponíveis sob a licença Creative Commons Attribution/Share-Alike.
Os textos também estão disponíveis sob a Licença de documentação livre GNU.

Ficha do artista

Gerado a partir de fatos marcados na wiki.

Não existe informação sobre este artista

Você está vendo a versão 2. Veja versões mais antigas, ou discuta esta wiki.

Você também pode ver uma lista de todas as alterações recentes na wiki.

Mais informações

De outras fontes.

Links
Gravadoras