Biografia

Supertramp é uma banda e que lançou e emplacou uma série de álbuns de sucesso nos anos 70. Foi fundada em Londres, Inglaterra, no ano de 1969. No princípio, gravavam mais álbuns conceituais, mas tornaram-se conhecidos mundialmente por suas posteriores canções ao estilo dos Beatles, como “Dreamer”, “Give a Little Bit”, “The Logical Song”, “Breakfast In América”, “Goodbye Stranger” e uma série de outros sucessos.

Apesar do enorme sucesso, o grupo, por opção, nunca deixou-se levar pelo estrelato. Era afirmado durante o auge de sua popularidade que o Supertramp era a banda que mais vendia no mundo, mas os integrantes poderiam andar na rua sem serem reconhecidos. E realmente, a banda era um sucesso tão estrondoso quanto os Rolling Stones, a diferença era que os cinco integrantes optavam por uma espécie de anonimato, sem grandes explorações comerciais da imagem individual. Segundo especialistas, esse fator comprova a qualidade natural da banda e a ratifica entre as melhores e maiores bandas da história do rock.

Com um público fiel e apaixonado, o grupo alcançou sucesso depois do lançamento de “Crime of the Century” em 1974. A banda continuou, abandonando seu estilo conceitual e progressivo em favor da música pop.

O Supertramp perdeu força nos anos 80, pois já estava sem um dos seus fundadores e vocalista, Roger Hodgson (o da voz aguda e suave, que seguiu carreira solo). Apesar disto, lançou vários álbuns de grande repercussão como o primeiro álbum sem Roger, “Brother Where You Bound” (1985), que mostra um retorno às raizes progressivas - inclusive David Gilmour, do Pink Floyd, participa do álbum - como sempre, dando ênfase a grandes solos e composições memoráveis, como se estivesse partindo do zero após a saída do antigo parceiro. Em 1988, a banda lança o álbum Free as a Bird, e sai em turnê mundial de grande repercussão. Algumas das suas faixas tornaram-se hits instantâneos, como Cannonball, I´m beggin´ you e a faixa título, Free as a Bird, que, para surpresa do grupo nada dançante, tornaram-se famosas em pistas de dança ao redor do mundo.

Nos anos 90 sua popularidade diminuiu, com o estilo rotineiro e sem nenhum lançamento até 1997. Com uma nova formação, novos membros, voltaram a fazer muito “barulho” nas cidades que visitaram, motivando uma procura intensa dos ingressos para seus shows, mesmo sem o vocalista Roger Hodgson.

Após “It’s about time world tour”, nesse mesmo ano, o Supertramp ainda lançou outro álbum em 2002: Slow Motion, com canções muito boas e outra World Tour no ano seguinte: One more for the road tour!. Outro grande sucesso, apesar da pouca publicidade requisitada pelo grupo.

No final de 2005 a Universal lançou a coletânea dupla Retrospectable – The Supertramp Anthology. A coletânea contém 32 faixas remasterizadas dispostas em ordem cronológica, de 1970 a 2002 e é uma espécie de biografia musical do grupo.

Nos dias de hoje, o Supertramp está fora dos palcos e dos estúdios, não se sabendo se esta paragem será em definitivo. Rick Davies cria em estúdio particular. Roger Hodgson segue em ativa e reconhecida carreira solo. John Helliwell, saxofonista amigo tanto de Rick quanto de Roger, além das participações especiais nos projetos de ambos, é professor de literatura em uma universidade inglesa. Bob Sienbenberg, baterista, mora na Califórnia onde ainda surfa. Dougie Thompson, baixista, iniciou carreira como produtor artístico.

Os fãs de todo mundo sonham com um retorno da banda, nem que seja para um último World Tour.

Editado por Leptossomico em Ago 25 2013, 4h44

Todos os textos enviados pelos usuários nesta página estão disponíveis sob a licença Creative Commons Attribution/Share-Alike.
Os textos também estão disponíveis sob a Licença de documentação livre GNU.

Ficha do artista

Gerado a partir de fatos marcados na wiki.

Formada em
  • 1969
Fundada em
  • Londres, Inglaterra

Você está vendo a versão 4. Veja versões mais antigas, ou discuta esta wiki.

Você também pode ver uma lista de todas as alterações recentes na wiki.