Biografia

O panorama das cantoras de jazz, a norueguesa Silje Nergaard ocupa um lugar de prestígio, mas também de serena contenção. Provavelmente, a sua integração das marcas de uma certa ligeireza pop confere-lhe uma insuperável ambiguidade — é difícil inseri-la numa categoria estável, já que, em boa verdade, o fascínio da sua música provém também da fuga a qualquer categoria estrita e pré-determinada (no seu currículo inclui-se, por exemplo, uma versão de This Is Not America, de David Bowie).

E dúvidas houvesse, o seu novo registo discográfico — Darkness Out of Blue — aí está para confirmar a plena maturidade. É o primeiro álbum em três anos, já que Nightwatch surgiu em 2004 (dois anos depois do belíssimo At First Light, precisamente o que mais fez pela sua projecção internacional). São doze canções de um lirismo seco e depurado, sempre com música da própria intérprete e letras de Mike McGurk — num caso, Who Goes There, com a colaboração do brasileiro Marcio Faraco (que também canta nessa faixa),

http://sound—vision.blogspot.com/2007/06/silje-nergaard-serena-maturidade.html

Editado por ClaudiaLewbaum em Mai 29 2008, 15h33

Todos os textos enviados pelos usuários nesta página estão disponíveis sob a licença Creative Commons Attribution/Share-Alike.
Os textos também estão disponíveis sob a Licença de documentação livre GNU.

Ficha do artista

Gerado a partir de fatos marcados na wiki.

Não existe informação sobre este artista

Você está vendo a versão 1. Veja versões mais antigas, ou discuta esta wiki.

Você também pode ver uma lista de todas as alterações recentes na wiki.