Biografia

Daniel Ratto nasceu no dia 25/01/1976, em São Paulo, capital. Foi morar em Fortaleza, Ceará, logo aos dois meses de idade. Na primeira parte de sua infância conviveu com pessoas como Raimundo Fagner, Fausto Nilo, Iron Batista, Francis Vale e outros. Voltou à São Paulo aos sete anos, e foi morar em São Vicente. Aos 18 anos voltou a morar em Fortaleza. Lá fez amizade com Rodrigo Amarante(Los Hermanos), Fernando Catatau(Cidadão Instigado), Ryan(Instituto, Cidadão Instigado), David Farofa(Grooves e Surto), entre outros. Com essa galera, fazia shows na noite cearense. De volta à São Paulo em 1998, Daniel lança seu primeiro livro “Urbanas Poesias” com prefácio de Willis Guerra em 2000. Nesse momento, Daniel começa a participar de jams sessions e a divulgar seu livro na noite paulistana. Conheceu Jair Oliveira ainda em 2000. Quando Jair começou a fazer temporada de shows, de terça-feira, no “Na Mata Café”, convida Daniel Ratto para fazer parte como o “Poeta de Plantão” de seus shows. Os dois, com a banda “Grooveria Eletroacústica” ficaram no Na Mata de Janeiro à Junho de 2001, onde foi a primeira escola de música para Daniel.
Daniel Ratto conheceu diversas personalidades da música e da literatura, participando também de diversos eventos literários, como o “Autor na Praça”, fez um recital especial para a cidade de São Paulo na praça Júlio Prestes, com os poetas Costa Senna e Miró da Muribeca em comemoração ao aniversário da cidade entre outras coisas.
Quando resolveu “usar” a música para divulgar suas poesias, em Maio de 2001, Ratto é convidado a se juntar a banda Loco Sapiens. Seu primeiro grande show foi na praça da Sé, num evento do Sindicato dos Trabalhadores e CUT, onde também estiveram presentes, Thaíde e Dj Hum, Flávia Virgínia, Estação Funkalha entre outros. No final deste mesmo ano, Ratto forma outra banda, “Criolo Branco”, onde fez temporada por 2 meses no Venice bar.
Em 2002, com mais experiência, junto com músicos amigos, cria a banda “Luz de Caroline”. Gravaram um ep e fizeram shows em casas como Urbano e Na Mata Café. Em Agosto de 2002, eles participaram do Free Zone Project, da marca de cigarros Free, onde tocaram ao lado de músicos como: Fernando Porto, Sound Scape Big Band Jazz, Duplex, Chacal, e Orquestra Imperial(Moreno Veloso, Rodrigo Amarante e Seu Jorge).
Em 2003, Daniel, juntou-se com Machado Jr, Dj Marcelinho e Tomati formando o projeto Eletrogroove, onde ficou por 3 meses no Anexo Octo.
Em Outubro de 2003, Ratto começou a fazer seu cd solo com o produtor italiano Cowjuk e abriu a Editora Ruma. No primeiro semestre de 2004 está previsto o lançamento de seu livro “Marte Mora em São Paulo” com fotografia de Rodrigo Arriagada Vianna e ilustração do grande artista plástico, Manoel Britto.
Daniel já tocou com: Jair Oliveira, Max de Castro, Wilson Simoninha, Tomati, Rogério Flausino, Gustavo Black Alien,, Speed Freaks, Camorra, Lanny Gordin, Bocato, Lino Crizz, Estação Funkalha, Júnior(Mystycal Roots), Bolo(O Surto), Dagô Miranda entre outros.
Daniel Ratto faz parte do Catálogo Brasileiro dos Poetas Comtemporâneos e da Antologia Brasileira de Jovens Escritores, da CBJE.

Editado por [usuário excluído] em Abr 4 2011, 7h55

Todos os textos enviados pelos usuários nesta página estão disponíveis sob a licença Creative Commons Attribution/Share-Alike.
Os textos também estão disponíveis sob a Licença de documentação livre GNU.

Ficha do artista

Gerado a partir de fatos marcados na wiki.

Não existe informação sobre este artista

Você está vendo a versão 1. Veja versões mais antigas, ou discuta esta wiki.

Você também pode ver uma lista de todas as alterações recentes na wiki.

Mais informações

De outras fontes.

Outras grafias