Biografia

Um dos músicos mais criativos dos dias de hoje, a carreira de Peter Gabriel sempre foi marcada por inovações, desde o início, em 1966, na banda de rock progressivo Genesis. Atuando como flautista e vocalista, formou a banda na segunda metade dos anos 60, junto com os amigos da escola Charterhouse School. A banda era formada no início por vários músicos, sendo os que se mantiveram até o final (a banda acabou declaradamente em 1996): Phil Collins (baterista, que tornar-se-ia o líder do grupo, com a saída de Gabriel), Tony Banks e Michael Rutherford. Com Gabriel na proa da banda, o Genesis ficou famoso pelos seus espetáculos sofisticados, a sua música complexa (Gabriel afirmava que as músicas da banda nada mais seriam do que “viagens” deles que eram registadas no papel) e principalmente por efeitos cênicos (Gabriel aparecia nos shows vestindo máscaras e usando fantasias).

O sucesso do Genesis veio com o álbum Foxtrot (1972), muito bem recebido pela crítica, mesmo apresentando uma musicalidade complexa. Enfim, a saída de Gabriel do grupo seria inevitável, uma vez que ele recebia toda a fama e reconhecimento como o principal membro do grupo. A sua saída dos Genesis deu-se em 1975.

Então, Peter Gabriel passou para um tipo de música descomprometida com o progressivo, lidando mais com o Folk e a World Music e também com o pop. Na realidade, quando Gabriel não se dedicava à world music, dedicava-se ao pop, sempre mesclando características de ambos os universos musicais.

O primeiro álbum a solo seria lançado em 1977, chamando-se Peter Gabriel, fazendo sucesso com a música Solsbury Hill, que na realidade foi (teria sido) um lamento irônico relacionado a sua separação do Genesis.

Entretanto, nos anos 80, seria mostrada ao mundo as sementes da World Music. Peter Gabriel, David Byrne e outros músicos passam a colocar em seus trabalhos músicas de outras regiões do mundo até então desconhecidas. Batuques africanos e música religiosa indiana passam a receber contornos pop.

No ano de 1986, porém, Peter Gabriel torna-se um superstar, com o álbum So. Hits como “In Your Eyes” (ficou no top 30 americano), “Don´t Give Up” (com Kate Bush) ganham as paradas. Mas o grande hit desse álbum e que realmente estourou no mundo inteiro foi a pop-funky “Sledgehammer”, impulsionada também pelo videoclip que até hoje mantém o título de clip mais executado na MTV, recorde ainda não quebrado. Gabriel também trabalhou na trilha sonora do filme Passion, (1989), também de grande sucesso.

Nos anos 90, Gabriel lança Us, (1992), e dez anos depois lança Up (2002), com grande sucesso de crítica e público.

Editado por lipeaze em Set 2 2013, 15h34

Todos os textos enviados pelos usuários nesta página estão disponíveis sob a licença Creative Commons Attribution/Share-Alike.
Os textos também estão disponíveis sob a Licença de documentação livre GNU.

Ficha do artista

Gerado a partir de fatos marcados na wiki.

Não existe informação sobre este artista

Você está vendo a versão 7. Veja versões mais antigas, ou discuta esta wiki.

Você também pode ver uma lista de todas as alterações recentes na wiki.