Nicole Prescovia Elikolani Valiente Scherzinger, mais conhecida como Nicole Scherzinger (Honolulu, Hawaí, em 29 de Junho de 1978), pode ser descrita como uma das cantoras mais versáteis da atualidade, com um enorme potencial vocal que a permite ir a ópera ao POP com sublimidade. Além disso, é uma excelente compositora, dançarina, e atriz estadunidense que ficou mundialmente conhecida após tornar-se líder de um dos maiores grupos femininos de todos os tempos, The Pussycat Dolls que, ao todo, já vendeu mais de 15 milhões de cópias pelo mundo com apenas dois álbuns lançados. Em 2010, Nicole abandonou o grupo para seguir carreira solo lançando Killer Love.

Desde pequena ela assiste sua família fazendo shows, estrelando sua mãe, a líder dançarina de hula e sua avó Tutu, a cantora, para turistas na Polinésia. Quando tinha 7 anos, sua mãe seu padrasto e sua irmã Ke’ala acabaram indo morar em Louisville, Kentucky. Nesta transição de sua vida, teria um novo desafio. “Foi difícil no começo por que eu não parecia como todo mundo.” Ela lembra que se sentia como “o patinho feio”. O tempo se passou e Nicole frequentava espetáculos de artes infantis e juvenis no colegial. Com 14 anos teve o privilégio de atuar profissionalmente no teatro de Louisville. Enquanto freqüentava a Universidade “Wright State” em Dayton – Ohio. Ela especializou-se “Major” em Teatro e “Minor” em dança (nos Estados Unidos você especializa-se Major em uma coisa, ou seja com mais ênfase e Minor em outra, com menos incidência). Alcançou por mérito papéis principais em musicais, tais como Velma Kelly em “Chicago” e Julie LaVerne em “Show Boat”. Por 3 anos se sustentava com trabalhos de modelo para agências locais.

Nicole ficou sabendo que uma banda de rock Day of the New estava procurando uma vocalista mulher. Depois de ouvir as demos da banda, resolveu gravar com o cantor principal, Travis Meeks, algumas demos e depois voltou para a faculdade. Mas o produtor da banda, Scott Litt a chamou para Los Angeles, onde ela gravou o segundo álbum da banda e logo após saiu em turnê com eles. Abandonou a faculdade para fazer essa turnê. Depois da turnê, retornou para casa para trabalhar em músicas próprias. Entretanto estava rolando uma etapa em Chicago para selecionar cantores para o programa de TV “Popstar” do canal Warner Bros. Ela teve que se apresentar muito cedo às 5 horas da manhã, mas foi recompensada por isso. Foi uma das finalistas.

Eden’s Crush, o grupo de garotas formado no programa, se tornou uma sensação nos Estados Unidos. Seu álbum de estréia foi Top 10 e o single “Get Over Yourself” #1 na Billboard’s singles mais ouvidos. A banda ainda fez uma turnê junto com o N’Sync e Jéssica Simpson. Depois do fim do Eden’s Crush, Nicole explorou as oportunidades no mundo de atrizes. Voltando para Los Angeles ela fez alguns papéis secundários em alguns filmes como “Chasing Papi” como Miss Porto Rico e também no seriado “My Wife and Kids” como uma super modelo.

Em 2003, a garota que era sua parceira de quarto a disse que havia uma seleção para o grupo The Pussycat Dolls. Nicole ainda perguntou: O que é isso? Ela disse que era um projeto que envolvia Jimmy Lovine, da Interscope Records, e Ron Fair, presidente da A&M. Ela teve uma longa audição com os executivos, pois ela estava determinada a conseguir essa oportunidade. Não ainda contente resolveu soltar a voz para ambos e imediatamente eles começaram a discutir sobre se ela seria a cantora principal. E foi assim que Nicole entrou para o grupo. “As Pussycat Dolls não tem limites; não é somente um grupo de cozinheiras e custureiras”, disse Nicole que é a única integrante que também escreve composições musicais para o grupo. “Nós estamos descobrindo a nós mesmas, em nossos shows, fazendo algo sincero para cada uma de nós. Eu reconheço cada movimento.

Em 2005, liderando as Pussycat Dolls, lançam seu álbum de estréia, PCD em 13 de setembro nos Estados Unidos e 2 meses depois na Europa. Desde que o álbum foi lançado, foi #5 na Billboard 200 e #7 na UK Top 75. Na metade de 2006, o álbum voltou a ficar entre os 10 mais ouvidos nos Estados Unidos e Reino Unido, graças a popularidade do 4º single, Buttons, que tem a participação de Snoop Dogg. Na Austrália, o álbum alcançou o Top 10 pela primeira vez na ARIA em 30 de julho, após estar 35 semanas no top 50 de álbuns mais ouvidos. Em um curto tempo, 5 singles foram escolhidos e distribuídos, Don’t Cha, Stickwitu, Beep (feat. will.i.am), Buttons e o I Don’t Need a Man.

Nicole fez uma turnê mundial com as Dolls, lotando estádios por diversos países.
No meio da turnê começou a escrever musicas para seu álbum solo, intitulado “Her Name Is Nicole” que teve seu lançamento adiado devido à sua carreira com o grupo The Pussycat Dolls.

Em 2008 foi lançado o segundo álbum do grupo, Doll Domination, que trouxe os hits When I Grow Up, I Hate This Part, e Hush Hush. Apesar de dedicar toda sua carreira ao grupo, em 2010, algumas integrantes insatisfeitas com sua participação no grupo decidiram abandoná-lo e tentar carreira solo, porém insistem em afirmar que o relacionamento com a líder do grupo Nicole ainda é o mesmo, são como irmãs.

Atualmente Nicole Scherzinger vem trabalhando na divulgação do seu primeiro álbum solo “Killer Love” que foi lançado no dia 21 de Março, no UK e alcançando um sucesso notável nas paradas musicais.

Editado por Ziomek2000 em Jun 9 2012, 22h56

Todos os textos enviados pelos usuários nesta página estão disponíveis sob a licença Creative Commons Attribution/Share-Alike.
Os textos também estão disponíveis sob a Licença de documentação livre GNU.

Ficha do artista

Gerado a partir de fatos marcados na wiki.

Não existe informação sobre este artista

Você está vendo a versão 69. Veja versões mais antigas, ou discuta esta wiki.

Você também pode ver uma lista de todas as alterações recentes na wiki.

Esta wiki foi bloqueada por um moderador.