O NYPC foi formado em 2005 pela vocalista Tahita Bulmer, activista vegetariana criada no Egito, e pelo guitarrista Andy Spence, que estavam cansados das suas ex-bandas. “Estavamos muito infelizes. Eu estava numa banda de chill out e não podia dançar. Eu sempre quis ser como o Iggy Pop num palco”, explica Tahita no site da banda. “Foi dessa maneira que nos unimos para ir numa nova direcção. Seria o equivalente ao que James Murphy, The Rapture, entre outros, estavam a fazer em Nova Iorque”, finaliza Andy.
No mesmo ano, a banda fez uma pequena tiragem - 500 cópias - do primeiro single, “Ice Cream”. Foi o suficiente para colocá-los na Xfm, uma das principais rádios alternativas da Inglaterra, e, na MTV2 norte-americana. Assinaram com o selo Modular - casa do Wolfmother, The Avalanches e Cut Copy - e foram elogiados por gente como David Bowie e Lily Allen.
Colocados pelos media dentro do difuso rótulo do new rave, o som do NYPC integra o rol de grupos que cria rock para as pistas de dança, exemplo do já citado CSS, Klaxons, e LCD Soundsystem. Apesar de não configurar um movimento musical com estética similar, o que se convencionou chamar de new rave, até pouco tempo atrás, também poderia ser nomeado de electro-rock e/ou disco-punk.





Editado por maccoutinho em Ago 23 2008, 18h55

Todos os textos enviados pelos usuários nesta página estão disponíveis sob a licença Creative Commons Attribution/Share-Alike.
Os textos também estão disponíveis sob a Licença de documentação livre GNU.

Ficha do artista

Gerado a partir de fatos marcados na wiki.

Não existe informação sobre este artista

Você está vendo a versão 3. Veja versões mais antigas, ou discuta esta wiki.

Você também pode ver uma lista de todas as alterações recentes na wiki.