• O boêmio voltou

    Jun 23 2009, 22h42 por felipebcruz

    Nelson Gonçalves faria 90 anos hoje. Como homenagem, ganha especial na TV e um DVD no qual solta a voz para cantar e falar do drama com as drogas

    Por: Felipe Cruz

    O cenário é um ringue de box. Antes do árbitro soar o primeiro gongo, Nelson Gonçalves diz: “Minha vida sempre foi uma luta. Minha arma: minha voz. Meu escudo: minha mulher Maria Luiza. Meu destino: cantar”. Se estivesse vivo, o eterno boêmio completaria hoje 90 anos de vida. A declaração acima foi dada em programa especial para a TV Globo, gravado em 1981, quando completou 40 anos de carreira, relançado este mês pela Sony Music e a Globo Marcas.

    Para celebrar a data, a TV Cultura também exibe hoje, às 20h30, especial do programa Mosaicos sobre o cantor (leia ao lado). Além disso, sua filha, Lilian Gonçalves, dona dos restaurantes Biroska, neste mês faz uma programação especial para homenagear o pai.

    O especial do DVD é dividido em quatro partes. As três primeiras são shows e a última, uma declaração em primeira pessoa. …
  • De música de família ninguém escapa....

    Jul 10 2007, 6h50 por _betow

    Que atire a primeira pedra aquele que não se apropriou de nada do gosto musical dos pais! Nem precisa se dizer fã, porém não resiste e dá uma batidinha de pé, até involuntária, quando escuta aquele mega sucesso da época de sua infância que não saía da vitrola de casa.

    Coisas como "o meu carro é vermelho, não uso espelho pra me pentear" ou "Ó meu amado porque brigamos, não posso mais viver assim sempre chorando" que nos deixam com uma vontade enorme de cantar gritando quando tocam em algum lugar.

    Aqui em casa, de acordo com minha memória auditiva, os dias eram mais ou menos assim: de manhã minha mãe escutava música no rádio, mas na hora de limpar a casa era Roberta Miranda ou Chiclete Com Banana.

    Os artistas de "lazer" dela eram Zezé Di Camargo & Luciano, José Augusto, Paulo Diniz, Agnaldo Timóteo, Nelson Gonçalves, Benito Di Paula, The Fevers e ,o melhor e único estrangeiro da lista materna, Julio Iglesias. Escutava também Reginaldo Rossi, dele sei cantar quase todas.