Filho mais velho de um mercador de tecidos, Osho nasceu em Rajneesh Chandra Mohan em 11 de dezembro de 1931, na pequena vila indiana de Kuchwada, no estado de Madhya Pradesh. Até os sete anos, foi criado pelos avós em um ambiente de total liberdade de expressão, mas muito respeito. Osho dizia que essa fase teve um papel crucial em sua formação e lembrava com orgulho que, quando criança, sempre pôde fazer o que bem queria, sem interferência de ninguém.
Graduado em filosofia, Osho foi professor na Universidade de Jabalpur por nove anos. Chegou uma hora, porém, em que sua ânsia por crescimento espiritual falou mais alto. Foi quando ele abandonou a carreira acadêmica para dedicar-se a esses temas. Viajou por todo o país e participou de debates públicos que chocavam a todos.
Àquela altura, o jovem indiano já contava com uma pequena legião de seguidores, os chamados sannyasins. Não demorou para passar a ser chamado de Bhagwan Shree Rajneesh, que em uma tradução livre significa “Deus abençoado”.
Tempos depois se tornaria Osho, nome que na tradição zen significa mestre espiritual. Segundo ele, sua alcunha – que significa “o que se dissolve no oceano” – vinha da expressão “experiência oceânica”, criada pelo filósofo americano William James.
Com os sannyasins, Osho mudou-se para Bombaim e, em 1974, fundou na cidade de Puna seu primeiro ashram (escola espiritual). Lá, milhares de pessoas dos quatro cantos do planeta se reuniam para ouvi-lo e para vivenciar a revolucionária meditação dinâmica, criada por ele no final da década de 60. Lá, morreu em janeiro de 1990.
O centro espiritual de Puna funciona até hoje e recebe milhares de visitantes todos os anos. Osho se foi, mas deixou seu legado. Hoje existem centros de meditação espalhados em todo o mundo, inclusive no Brasil, onde há cerca de 10 deles em plena atividade.
Pensamentos mais polêmicos
Amor
“Nada pode acabar com o amor. O amor é inevitável. O amor é a nossa natureza. O amor está preso dentro do homem; basta libertá-lo. A questão não é produzi-lo, mas sim descobri-lo.” Para o mestre, o amor é a transformação da energia sexual.

Vida
Osho diz que não é preciso ter uma filosofia de vida. “A vida não é um problema para ser resolvido, mas um mistério para ser vivido. Pessoas que têm certas idéias sobre a vida perdem a oportunidade que ela dá de vivê-la.”

Editado por MaVimukta em Fev 17 2011, 3h32

Fontes (ver histórico)

TRÍADA - Evolua em todos os sentidos
CORPO.MENTE.ALMA
Publicado por Redação em 12/08/2010 às 18h57
SITE: www.triada.com.br

Todos os textos enviados pelos usuários nesta página estão disponíveis sob a licença Creative Commons Attribution/Share-Alike.
Os textos também estão disponíveis sob a Licença de documentação livre GNU.

Ficha do artista

Gerado a partir de fatos marcados na wiki.

Não existe informação sobre este artista

Você está vendo a versão 2. Veja versões mais antigas, ou discuta esta wiki.

Você também pode ver uma lista de todas as alterações recentes na wiki.

Mais informações

De outras fontes.

Links
Gravadoras