Biografia

Michael Nesmith

Robert Michael Nesmith, mais conhecido como Michael Nesmith - e, ocasionalmente, como Michael Blessing - (Houston, Texas, 30 de Dezembro de 1942) é um músico, guitarrista, vocalista, compositor, artista de performance, novelista, empresário e filantropista estadunidense. Filho de Bette Nesmith Graham a inventora do Liquid Paper®. Michael Nesmith é mais popularmente conhecido provavelmente por ter sido ex-membro da banda The Monkees, que foi uma das bandas musicais pop rock mais famosa dos Estados Unidos da América na década de 1960 e especificamente pela sua capacidade de escrever canções de grande sucesso. Nesmith também ganhou o primeiro GRAMMY a ser presenteado para uma nova categoria, a de vídeo de curta-metragem (1981), pelo seu video de uma hora, Elephant Parts, em Português, “Partes de Elefante”.

Os Monkees

De 1965 a 1970 Nes e Jones eram membros do conjunto pop rock, The Monkees, formado originalmente para um seriado-comédia de televisão com o mesmo nome que a banda. Nesmith foi para a audição dos papéis para “quatro rapazes maluquinhos” que os produtores Bob Rafelson e Bert Schneider pediam. Nesmith parecia ser o único que não estava se importando muito com os testes e chegou carregando uma sacola de roupa suja que iria lavar após a audição, usando sua boina de lã para tirar o cabelo da cara. Mais tarde, os produtores se lembraram: “o boina de lã”, e chamaram Nesmith de volta.
Uma vez que ele estava contratado, a Screen Gems comprou suas canções para que os produtores pudessem usá-las. Muitas das canções que Nesmith escreveu para os Monkees, como The Girl I knew Somewhere, Mary, Mary, e Listen to the Band, se tornaram pequenos sucessos. Nesmith era permitido compor e produzir duas canções por álbum e frequentemente elas eram apresentadas no episódio que acompanhava na televisão. Mas Nesmith estava aborrecido com a imagem pré-fabricada do grupo e do projeto todo.

Os Primeiros Sucessos

Por ser filho, herdeiro único, de uma inventora de um produto muito bem sucedido no mercado Norte Americano, Michael já era independentemente rico e nunca precisou da fama dos “Monkees” para seu sucesso financeiro. Mesmo assim chegou ao sucesso no “Billboard Hot 100” número um, em 5 de Novembro de 1966, com “Last Train to Clarksville” (“The Monkees,” RCA Victor - EUA) e em 31 de Dezembro de 1966 também chegou a número um no “Billboard Hot 100” com “I am a Believer”—Esta música vendeu 500 mil cópias em dois dias.2 Finalmente, nas paradas da “Billboard Hot 100,” em dezembro de 1967, novamente, outra canção, “Daydream Believer,” foi o último sucesso número um, Michael Nesmith faz o solo de guitarra nesta canção, produzida pelo “The Monkees” e Chip Douglas.
Um “faz-de-conta-ser-Beatles” americano, mas que recebeu um enorme crédito por ter trazido à atenção do público dos Estados Unidos da América um novo conjunto, Jimi Hendrix Experience, que abriu os concertos dos Monkees no verão de 1967.
Entre alguns sucessos musicais dos “Monkees” dá-se o crédito pela interpretação de:

Last Train to Clarksville (1966-música e letra de Tommy Boyce and Bobby Hart);
I am a Believer (1966-música e letra de Neil Diamond);
(I’m Not Your) Steppin Stone (1966-música e letra de Tommy Boyce and Bobby Hart); e
Daydream Believer (1967-música e letra de John Stewart), entre muitas outras.

Editado por Marcelo_Salgado em Jan 8 2014, 19h05

Todos os textos enviados pelos usuários nesta página estão disponíveis sob a licença Creative Commons Attribution/Share-Alike.
Os textos também estão disponíveis sob a Licença de documentação livre GNU.

Ficha do artista

Gerado a partir de fatos marcados na wiki.

Não existe informação sobre este artista

Você está vendo a versão 2. Veja versões mais antigas, ou discuta esta wiki.

Você também pode ver uma lista de todas as alterações recentes na wiki.

Mais informações

De outras fontes.

Links
Gravadoras