Biografia

O Meat Puppets foi fundado em 1980 pelos irmãos Curt (guitarra) e Cris Kirkwood (baixo), além de Derrick Bostrom (bateria), na cidade de Phoenix, Arizona.

Misturando elementos do punk rock e country, tocavam de modo agressivo, alto e rápido - também incluia elementos do blues e folk em sua música, de bandas como ZZ Top ou artistas como Neil Young. Com o passar do tempo, a banda amadurecia naturalmente, desenvolvendo e aperfeiçoando técnicas instrumentais e líricas e se movendo claramente ao hard rock tradicional. Entretanto, os puppets nunca abandonaram suas raízes, mesmo ao dar as caras no mainstream quando tocaram três de suas músicas no Unplugged MTV do Nirvana.

Quando adolescentes, os irmãos tocaram em diversas bandas de rock & roll, tendo como influência o classic rock que na época dominava o mainstream. Em 1980, logo após se formarem (numa escola Jesuíta), os irmãos finalmente criaram o Meat Puppets com o baterista Derrick Bostrom. Ao contrário das primeiras bandas de Curt e Cris, o Meat Puppets sofreu forte influência do punk rock durante seus primeiros anos de existência - a banda se recusava até a ensaiar.

Cerca de um ano após sua formação, o Meat Puppets lançou seu primeiro EP, In a Car. Naquele ponto de sua carreira, a banda começou a se tornar muito barulhenta, tocando um hardcore que chegava a ser violento, bastande inclinado para a vanguarda do estilo. Greg Ginn, principal guitarrista do Black Flag e o homem forte dentro da SST Records, ouviu o disco e ficou tão impressionado que ofereceu um contrato pronto para ser assinado com a SST. Em 1982, a banda lançava seu primeiro álbum então pela SST, que trazia um som cuja essência vinha do primeiro EP.

O Meat Puppets não havia desenvolvido uma distinção até seu segundo álbum, Meat Puppets II, lançado em 1984. A partir dali, a banda criou uma bela fusão entre o punk e o country e começou a soar como algo que ninguém nunca tinha ouvido antes. Com o novo disco, a banda começou a realizar constantes turnês e o Meat Puppets passou a cultivar um largo grupo de adeptos cult por todo os Estados Unidos que continuou se ampliando com o passar da década. Em 1985, era lançado o terceiro álbum, Up on the Sun, que passou a ser avaliado em revistas especializadas. Up on the Sun também demonstrou que a banda havia modernizado seu som, se movendo para perto do tradicional blues-rock e country-rock, com uma pitada de psicodelia. Mudanças como essa eram constantes e a inclinação para o hard rock continuou intensa no final dos anos 80, quando a banda gradualmente passou a abandonar um pouco de suas raízes, o punk.

Após o lançado do EP Out My Way em 1986, o Meat Puppets lançou dois álbuns bastante criticados pela crítica - Mirage e Huevos -, em 1987. Com o lançamento de Mirage, a banda se estabilizou como muitas das que ficam famosas por tocar e comparecer à rádios de faculdades e universidades americanas, além de conquistarem um público bastante amplo dentro do circuito underground e alternativo. Monsters, o último disco lançado pela SST, saiu em 1989 e foi o estopim para que a banda passasse a cultivar mais o espírito e a essência do heavy e do hard rock, visivelmente notados ao longo dos anos 90. Apesar do som franco e honesto de Monsters, o disco não foi bem recebido pelos admiradores da banda, e contiuou a apenas se afirmar nas rádios universitárias.

Com a péssima reputação de Monsters, o Meat Puppets se desintegrou. Em 1991, a banda se reergueu e acabou assinando com a major-label London Records. Nos dois anos seguintes a banda permaneceu relativamente calada, realizando poucos shows pelos EUA. O grande triunfo da banda só viria no final de 1993 - convidados por Kurt Cobain, os irmãos Kirkwood participaram da gravação do disco MTV Unplugged in New York, o álbum acústico do Nirvana. Cobain, grande admirador do Meat Puppets, interpretou três canções da banda naquela apresentação. Os holofotes começaram a se voltar para aquela banda desconhecida mas amada por Kurt.

A exposição da banda naquele MTV Unplugged a preparou para seu grande sucesso comercial, que veio com o disco Too High to Die, de 1994, apontado por muitos como o melhor disco da banda. Lançado simultaneamente com a exibição do acústico do Nirvana, Too High to Die não chegou a ganhar muita atenção num primeiro momento, mas após o suicídio de Kurt Cobain em abril de 1994, o single “Backwater” começou a se mover. As rádios se viram obrigadas a soltar diariamente a música e as repetitivas exibições do acústico continuavam estendendo a banda para um público maior. Em meados de 1994, “Backwater” se tornou um hit autêntico e genuíno, tombando para a posição de número dois nas paradas de rock. Nenhum dos outros singles de Too High to Die catapultaram a banda para tão longe quanto “Backwater”, mas o álbum foi um sucesso. Uma grande turnê foi feita para a disseminação do álbum e inclusive um guitarrista extra foi escalado para a realização dos shows.

Editado por ricardo_m em Fev 10 2013, 3h34

Todos os textos enviados pelos usuários nesta página estão disponíveis sob a licença Creative Commons Attribution/Share-Alike.
Os textos também estão disponíveis sob a Licença de documentação livre GNU.

Ficha do artista

Gerado a partir de fatos marcados na wiki.

Não existe informação sobre este artista

Você está vendo a versão 5. Veja versões mais antigas, ou discuta esta wiki.

Você também pode ver uma lista de todas as alterações recentes na wiki.