Biografia

Mariah Carey (Long Island, Nova York, Estados Unidos - 27 de Março de 1970) é Atriz, Cantora, Compositora e Produtora Musical vencedora de 5 Grammy’s. É considerada a artista de maior sucesso da década de 90 de acordo com a Revista Billboard, e uma das maiores vocalistas femininas da música contemporânea, tendo recebido os prêmios Billboard Music Award de Artista da Década em 1999 e World Music Awards de Artista Feminina Mais Vendida do Milênio em 2000. Com seus mais de 250 milhões de discos e singles vendidos no mundo, Mariah Carey provou que nasceu para ficar na história da música.

Em 1990, lançou seu primeiro álbum, Mariah Carey, que foi aos poucos tornando-se um sucesso instantâneo nos Estados Unidos, produzindo quatro singles que atingiram o 1° lugar das paradas da Revista Billboard (“Vision of Love”, “Love Takes Time”, “Someday” e “I Don’t Wanna Cry”).

Em 1991, lançou seu segundo álbum, Emotions, que produziu mais um single que atingiu o 1° da Billboard (a faixa-título Emotions). Os outros singles (Make It Happen e Can’t Let Go) atingiram posições mais baixas, mas nem por isso não deixaram de ser considerados hits.

Em 1992, concordou em participar do especial Unplugged da MTV, em que os artistas interpretam seus maiores sucessos ao vivo e em versões acústicas. Depois que o programa foi ao ar, seu cover da canção “I’ll Be There” (gravada originalmente em 1970 pelo grupo The Jackson 5), foi lançado como single e, devido à grande demanda do público, atingiu o 1° lugar da Billboard na semana seguinte. Mais tarde foi lançado um álbum contendo as canções que interpretou no especial, intitulado MTV Unplugged - Mariah Carey.

Em 1993, com 23 anos e Mottola, com 43 anos, se envolveram romanticamente e acabaram se casando em julho do mesmo ano. Neste mesmo ano, seu terceiro álbum de estúdio, Music Box, foi lançado tornando-se o seu álbum de maior sucesso, com a marca impressionante de 32 milhões de cópias vendidas no mundo todo. Os singles principais do álbum, “Dreamlover” e “Hero” que é a música mais conhecida da cantora, tornaram-se mais dois números 1 nos Estados Unidos de acordo com a Billboard. Um outro single daquele álbum, a regravação da canção “Without You”, transformou-se num enorme sucesso ficando em 1° lugar em mais de 15 países. Music Box foi seu primeiro álbum a receber o certificado de diamante, ou seja, mais de 10 milhões de cópias vendidas só nos Estados Unidos.

Seguindo-se de um dueto com Luther Vandross “Endless Love”, regravação da música escrita por Lionel Richie), lançou seu quarto álbum de estúdio em 1994, a compilação de canções natalinas Merry Christmas, que espalhou o sucesso “All I Want For Christmas Is You” e a regravação da clássica O Holy Night. Merry Christmas interpretado por ela e produzido pelo importante músico Walter Afanasief se tornou o álbum natalino contemporâneo mais vendido de todos os tempos, com 16 milhões de cópias comercializadas.

Em 1995, lançou seu sexto álbum (quinto de estúdio), Daydream, outro álbum que teve grande vendagem mundial - mais de 23 milhões de cópias e o segundo álbum da cantora a alcançar o disco de diamantes (10 milhões de cópias vendidas)nos Estados Unidos. O primeiro single, “Fantasy” ficou por 8 semanas no topo das paradas americanas da Billboard e 5 no topo das paradas canadenses (Canadian Singles Chart). O segundo single, “One Sweet Day” (dueto com Boyz II Men), tornou-se um recorde (ainda não superado) de permanência no topo das paradas americanas; ficando por consecutivas 16 semanas em primeiro lugar no Hot -100 da Billboard. Outro single do mesmo álbum, “Always Be My Baby” também alcançou a primeira posição em vários países, inclusive nos EUA.

Em 1997, Mariah e Tommy se separaram. Apesar de manterem a imagem de um casal feliz em público, se sentia emocional e psicologicamente abusada por Tommy, a quem ela sempre descreveu como “um homem muito possessivo”.Ainda em 1997, lançou seu sétimo álbum, Butterfly (considerado pela crítica como o melhor da cantora e um dos maiores álbuns pop americanos). Seu primeiro single daquele álbum , Honey, mostrava em sua letra e videoclipe, uma imagem bem mais sexy de Mariah, que até então aparecia como “a garota boazinha” nos clipes, o single estreou em 1º lugar na Billboard nos formatos pop e R&B, feito jamais alcançado por nenhum outro artista. No mesmo álbum, coloca outro single em primeiro lugar, a balada romântica My All, permanecendo por uma semana em primeiro lugar na Revista Billboard. Com esta marca, bate o recorde de artista contemporânea com mais singles n°1 nos EUA, ultrapassa Whitney Houston, Michael Jackson e Madonna.

Em 1998, lançou seu oitavo álbum - #1’s - uma compilação com todos seus singles que atingiram o primeiro lugar nos EUA (Billboard) até então, e mais algumas novas canções. A crítica a elogia dizendo que “poucos artistas podem lançar um disco inteiro de músicas n°1”.

Entre as novas gravações, destacam-se I Still Believe, (regravação de um sucesso de Brenda K. Starr), com quem trabalhou no passado, e When You Believe, dueto com Whitney Houston, que também foi incluído na trilha sonora do filme de animação O Príncipe do Egito que acabou ganhando o Oscar de Melhor Canção Original. No dia da premiação, Mariah e Whitney interpretaram ao vivo a canção para mais de 2 bilhões de telespectadores.

Em 1999, lançou seu nono álbum, Rainbow. Os singles Heartbreaker (com o rapper Jay-Z) e Thank God I Found You (com Joe e 98 Degrees) chegaram ao número 1 nos EUA, a regravação Against all Odds do cantor Phil Collins fez um grande sucesso em vários países, porém quando outro single do mesmo álbum, Crybaby/Can’t Take That Away mal chegou ao vigésimo lugar, abriu o jogo e acusou publicamente a Sony/Columbia de não estar promovendo-a como deveria.

Ainda no ano de 1999 devido às grandes vendas de seus álbuns Rainbow, Butterfly e #1’s, recebe da Billboard o prêmio de artista da década, e do World Music Awards, o prêmio de Artista Feminina do Milênio superando em vendas nos Estados Unidos grandes artistas como Madonna, Michael Jackson, Whitney Houston e Céline Dion conforme a RIAA. Neste mesmo ano, inicia um relacionamento amoroso com o cantor mexicano Luis Miguel.

Em 2001, deixou a Columbia Records e assinou um contrato de 80 milhões de dólares e cinco álbuns com a Virgin Records (uma companhia da EMI). Pouco tempo depois, começou a agir estranhamente em suas aparições públicas, e reclamou de estar trabalhando muito e dormindo apenas duas horas a cada noite. Foi aconselhada pela mãe a internar-se numa clínica de descanso mental, e foi diagnosticada com estresse e colapso nervoso.

Para completar, o lançamento do álbum e do filme Glitter se deram justamente no dia 11 de setembro de 2001 em Manhattan - Nova Iorque, dia do maior ataque terrorista da história, portanto muito pouco pôde ser feito para promover seu filme Glitter e a trilha-sonora dele, já que os olhos do mundo estavam voltados para outro fato mais importante da humanidade.

Graças ao incentivo da gravadora em vender o single por preço mais barato, a primeira música de trabalho - Loverboy chegou ao número 2 da Revista Billboard vendendo mais de 1 milhão de cópias, no entanto, não conseguiu atingir a primeira posição pela falta de execução nas rádios. Os outros singles do álbum chegaram a posições muito baixas no ranking dos singles mais vendidos da Revista Billboard ou falharam para chegar em posição alguma. No Natal deste mesmo ano, a Columbia lançou uma coletânea não-autorizada contendo os maiores sucessos da cantora até então. As vendas foram razoáveis, já que o sucesso da cantora estava em baixa.

Para piorar sua situação emocional, o término do namoro com o cantor Luis Miguel e a morte de seu pai vítima de câncer, contribuíram para o seu declínio pessoal e profissional.

No começo de 2002, a Virgin Records decidiu a tirar de seu catálogo. Com vendas de pouco mais de 1 milhão de álbuns, foi considerada um fracasso pela gravadora já que pela Sony/Columbia havia vendido mais de 150 milhões de álbuns.

Rescindindo o contrato, a Virgin lhe pagou uma quantia milionária, uma multa de 28 milhões de dólares. Neste mesmo ano, assinou um contrato de três anos com a Def Jam, companhia da Island Records, da gravadora Universal Music.

Em 2002 ainda, lança Charmbracelet que foi melhor recebido pelo público em comparação ao fracasso de Glitter em 2001. As vendas foram moderadas, chegando ao Disco duplo de platina (dois milhões de cópias vendidas) nos EUA. Um dueto com o rapper Busta Rhymes - I Know What You Want, chegou ao 3° lugar na lista dos singles mais executados nas rádios da Revista Billboard e foi um sucesso no mundo inteiro.

Em 2005 após dois anos fora da grande mídia, lançou o aguardado The Emancipation of Mimi, produzido por grandes nomes da música como Jermaine Dupri e Antonio L.A. Reid. O álbum marcado de fortes canções pop como We Belong Together, Mine Again e a balada gospel Fly Like a Bird tornou-se o mais vendido do ano nos Estados Unidos, vendendo mais de 5,6 milhões de cópias e cerca de 12 milhões no mundo inteiro.

O primeiro single, It’s Like That, tornou-se outro top 20 para a cantora, enquanto o segundo single, We Belong Together tornou-se o 16° single a chegar na primeira posição das paradas mantendo essa posição por 14 semanas, igualando-se às músicas I Will Always Love You de Whitney Houston e Candle in the Wind de Elton John, mais um recorde em sua carreira.

O terceiro single, Shake It Off, chegou à segunda posição da Billboard enquanto We Belong Together permanecia na primeira, outro recorde para a cantora. O quarto single lançado Don’t Forget About Us, canção no mesmo estilo pop de We Belong Together, tornou-se seu 17° número 1 nos Estados Unidos, não sendo superada por nenhuma outra cantora da atualidade e ficando atrás somente dos The Beatles.

Lançou ainda os singles Fly Like A Bird e Say Somethin, quinto e sexto singles do álbum The Emancipation of Mimi.

Em agosto do ano de 2006 a cantora iniciou a turnê The Adventures of Mimi, passando por várias cidades dos EUA, Tunísia, Canadá, Japão e China.

Em abril de 2008, lançou “E=MC²” seu 11º álbum de estúdio. Para isso, contou com a ajuda de Jermaine Dupri, DJ Toomp, Stargate, Will.I.Am, Bryan Michael Cox, Nate “Danjahandz” Hills , James Poyser entre outros nomes de peso.

O albúm estreou em 1º lugar na Billboard com 463 mil cópias vendidas em uma semana.

Seu primeiro single “Touch My Body”, produzido por ela e C. “Tricky” Stewart, se tornou seu 18º single “número 1” na parada americana Billboard Hot 100, superando o recorde de Elvis Presley que mantinha 17 músicas em #1. “Touch My Body” ficou 2 semanas em #1.

Em maio deste mesmo ano, se casou com o rapper Nick Cannon secretamente, com apenas um mês de namoro. Diz ter encontrado sua “alma gêmea”. Segundo ele, diz que Mariah é uma mulher linda por fora e dez vezes mais por dentro.

No dia 20 de maio de 2009, Mariah revelou em sua página no site Twitter, o título de seu novo álbum - Memoirs of an Imperfect Angel. O décimo segundo álbum de estúdio da cantora recebeu em sua maioria críticas positivas. O álbum estreou em terceiro lugar segundo a Revista Billboard, tendo como a maior baixa de vendas de todos os álbuns de estúdio da cantora. O primeiro compacto intitulado “Obsessed” alcançou o 7° lugar no Hot 100 da revista Billboard, marcando sua 40ª entrada na parada se tornando a maior entrada desde My All,] e em 3º lugar entre as músicas mais vendidas na loja virtual Itunes. A canção também se tornou o 27º compacto a entrar no Top10, compartilhando o recorde com Janet Jackson e Elton John. O segundo compacto do álbum é a regravação da canção da banda Foreigner chamada “I Want to Know What Love Is”, tema da telenovela global Viver a Vida conseguiu a 60ª posição na Revista Billboard e no Brasil quebrou o recorde de estar 27 semanas na primeira posição das mais tocadas em rádios no país. O terceiro compacto, “H.A.T.E.U.”, teve um desempenho frívolo. Até agora, foram datadas pela Billboard a venda de 1.590,00 mil do álbum.

Técnica Vocal

De acordo com Phyllis Fulford e Michael Mailler, “os staccatos são controlados e macios”. Sasha Frere-Jones do jornal ‘’The New Yorker’’ escreveu: “Ela é uma mestra em melisma. […] “Vision of Love” é a Carta Magna da melisma. […] Ela começa com vários bases de melisma, como se Mariah estivesse aquecendo a voz e termina com duas passagens muito altas de melisma, sendo uma deles uma extensão acapella, o som muda […] a cantora canta cada linha mudando de uma voz forte para um murmúrio vibrado e então um sussurro calmo.
Notas mais baixas: G#2 na canção “Sweetheart” do álbum “#1’s”; também G#2 em Demonstraçao de seu alcance vocal para a Rádio australiana Kiss Fm, em 2008; um A2 na harmonização do Remix de “My All/Stay Awhile”, em 1997; um Bb2 na performance da canção “You and I”, de Stevie Wonder, em 2002. B2 em God Rest Ye Merry Gentlemen, do álbum Merry Christmas, de 1994 (no trecho Tidings of confort and joy);
Notas mais altas: G#7 em uma performance de Emotions em 1991, no MTV Video Music Awards e também no Arsenio Hall;G#7 em estudio na musica H.A.T.E.U. Remix,F7 em “All In Your Mind”; E7 em “I Wish You Well”, do álbum E=MC²; Eb7 em “I Want to Know What Love Is” ao vivo no Programa “The View” e um C#7 em “I Wish you Knew”.
Nota Mais Longa: 18 segundos em “Lead The Way” do Álbum Glitter, em 2001, 15 segundos Star Spangled Banner e 15 segundos em Never Too Far.
A nota F2 (Fá2) emitida no final da performance de “My All” no Prêmio Nobel de 1997 em homenagem à Diana Ross e o C8 (Dó8) na apresentação de sua banda em Zurique durante a turnê de 2003, foram notas emitidas fora de sua extensão regular, ou seja, mesmo tendo 5 oitavas regulares, Carey já chegou a trabalhar com notas num intervalo de extremos de 6,4 oitavas em perfomances ao vivo.
Possui um registro vocal que varia de 5 à 6 oitavas. Ressoando facilmente notas mais graves de contralto até sons agudíssimos de soprano ultra leggero, a cantora é reconhecida mundialmente por tais recursos vocais.

Em 2003 especialistas da MTV Americana e críticos especializados da Revista Blender consideraram sua voz como a maior da música pop moderna.

Já teve seu nome registrado no Guinness Book (Livro dos Recordes) por seu grande número de vendagens, e duas vezes por alcançar a nota mais aguda emitida por um ser humano (uma nota fora de sua extensão); a primeira vez numa apresentação de “Emotions” no MTV Awards em 1991 (feito este também repetido no Arsenio Hall do mesmo ano); e segunda vez com a mesma nota (Sol7) alcançada em 2002 em sua interpratação do Hino dos EUA (The Star Spangled Banner), no Superbowl.

Discografia
Mariah Carey (1990)
Emotions (1991)
MTV Unplugged (1992)
Music Box (1993)
Merry Christmas (1994)
Daydream (1995)
Butterfly (1997)
#1’s (1998)
Rainbow (1999)
Glitter (2001)
Greatest Hits (2001)
Charmbracelet (2002)
The Remixes (2003)
The Emancipation Of Mimi (2005)
E=MC² (2008)
The Ballads (2008)
Memoirs Of A Imperfect Angel (2009)
Merry Christmas II You (2010)

VHS / DVD
1991: The First Vision
1992: MTV Unplugged +3
1993: Here Is Mariah Carey
1996: Fantasy: Mariah Carey at Madison Square Garden
1999: Around the World
1999: #1’s
2007: The Adventures of Mimi

Turnês
1993: Music Box
1996: Daydream
1998: Butterfly
2000: Rainbow
2003–2004: Charmbracelet
2006: The Adventures of Mimi
2010: Angels Advocate

Filmografia
The Bachelor (1999)
Glitter (2001)
Ally McBeal (episódio: “Playing with Matches”, 2002)
WiseGirls (2002)
Death Of A Dynasty (2003)
The Proud Family ( 2003)
State Property 2 (2005)
You Don’t Mess With The Zohan (2008)
Tennessee (2009)
Precious (2009)

Editado por Ziomek2000 em Nov 13 2010, 23h25

Todos os textos enviados pelos usuários nesta página estão disponíveis sob a licença Creative Commons Attribution/Share-Alike.
Os textos também estão disponíveis sob a Licença de documentação livre GNU.

Ficha do artista

Gerado a partir de fatos marcados na wiki.

Refundada em
  • 1970
  • 90
  • 2000
Fundada em
  • Long Island, Nova York, Estados Unidos

Você está vendo a versão 63. Veja versões mais antigas, ou discuta esta wiki.

Você também pode ver uma lista de todas as alterações recentes na wiki.

Esta wiki foi bloqueada por um moderador.