Luigi Boccherini (Lucca, 19 de fevereiro de 1743 — Madrid, 28 de maio de 1805) foi um compositor clássico italiano, famoso por vários dos seus minuetos, como o de Lá Maior. Virtuose do violoncelo desde muito jovem, mudou-se em 1756 para Roma, onde estudou com Giovanni Battista Constanzi, diretor musical da Basílica de São Pedro, e familiarizou-se com a música polifônica de Palestrina e Corelli. A partir de 1757, quando foi convidado a tocar na orquestra do Teatro Imperial de Viena, e até 1769, data da sua chegada à corte de Madri, Boccherini desenvolveu atividade intensa em diversos países, ao mesmo tempo em que absorvia as novas técnicas musicais. Os seis trios para dois violinos e violoncelo, que estreou em Viena em 1760, as seis sonatas para cravo e violino, apresentada em Paris em 1766, e o popularizavam suas músicas em toda a Europa. Radicado em Madri desde 1769, Boccherini ocupou o cargo de músico da corte e dedicou-se de corpo e alma a sua produção musical, alheio às intrigas que o rodeavam. Desta prolífica etapa datam os seis quartetos de cordas 1772, o Stabat Mater 1781, para vozes e orquestra, a zarzuela La clementina 1786 e números trios, quartetos e do quintetos como formas musicais. Depois de perder as simpátias da corte e a populariedade, Boccherini viveu seus últimos anos atormentado pela miséria e doença. Morreu em Madri em 28 de maio de 1805.

Editado por dickinder em Out 12 2007, 23h41

Fontes

wikipedia.org

Todos os textos enviados pelos usuários nesta página estão disponíveis sob a licença Creative Commons Attribution/Share-Alike.
Os textos também estão disponíveis sob a Licença de documentação livre GNU.

Ficha do artista

Gerado a partir de fatos marcados na wiki.

Não existe informação sobre este artista

Você está vendo a versão 1. Veja versões mais antigas, ou discuta esta wiki.

Você também pode ver uma lista de todas as alterações recentes na wiki.