Biografia

Existem muitas bandas com o nome Dissection:

1. Dissection foi uma conhecida banda de / formada em 1989 em Strömstad, Suécia, pelo compositor/guitarrista/vocalista Jon Nödtveidt.
Em 1988, formou-se uma banda de com o nome Siren’s Yell na cidade sueca de Strömstad. Seus membros eram Jon Nödtveidt, Ole Öhman, Peter Palmdahl, e Mattias Johansson. O grupo gravou apenas uma demo antes de se separarem em 1989. Nödveidt e Öhman continuaram tocando na banda Rabbit’s Carrot, eles reclamavam de nunca sentirem-se em casa (especialmente Nödveidt). Nödveidt estava aprendendo cada vez mais e outros estilos de música extrema envolvida com . Dissection foi oficialmente formado no outono de 1989 por Nödveidt. Mas a formação do Dissection ainda não ficou pronta no início do próximo ano, até que John Zwetsloot entrou para a banda.
Em 1990, a banda fez seu primeiro show junto com Entombed. No mesmo ano, eles também gravaram e lançaram a primeira demo, “The Grief Prophecy”. Com três sons e contando com a ilustração da capa feita pelo artista conhecido como Necrolord, que criou desde o início os álbuns do Dissection. Uma edição especial da “The Grief Prophecy” foi mais tarde lançada em memória de Dead (membro e vocalista da banda norueguesa de , Mayhem) que suicidou-se em 1991. O lançamento especial, trazia na capa um desenho feito por Dead. Dissection tocou um show em sua honra, onde tocaram um som do Mayhem: “Freezing Moon”. “The Grief Prophecy” foi rapidamente espalhada pela região, e a gravadora francesa Corpsegrinder Records ofereceu ao Dissection um contrato para gravar um EP. Depois daquele ano, a banda aceitou o contrato e gravou “Into Infinite Obscurity” e continuou sua tour.
Em 1992, Dissection começou o trabalho de seu primeiro álbum, “The Somberlain”. Por causa de problemas com coordenação entre os membros, a banda mudou-se para Gotemburgo, na Suécia (onde dividiram um espaço de gravação com At the Gates) no verão de 1993. O álbum foi terminado e lançado em dezembro. Foi formalmente dedicado à Euronymous, guitarrista do Mayhem, que foi assassinado no início daquele ano. A banda fez participação em um CD de coletâneas da Peaceville Records.
Durante novembro de 1994, Dissection assinou um contrato de gravação com a já conhecida gravadora Nuclear Blast. Em 1995, o segundo álbum da banda, chamado “Storm of the Light’s Bane” foi lançado. No próximo ano, a banda também lançou um pequeno EP chamado “Where Dead Angels Lie”. Esse EP mais tarde foi lançado em edições raras e importadas, contendo apenas covers e faixas da demo.
Em 1997, Jon Nödtveidt foi sentenciado por ajudar a matar um homossexual de 38 anos em Gotemburgo. Ele foi solto no outono de 2004. Desde isso, Nödtveidt fez uma nova formação para o Dissection contando com Sethlans Teitan na guitarra, Brice Leclercq no baixo (mais tarde substituído por Erik Danielsson para shows) e Tomas Asklund na bateria e gravou um EP de duas faixas de nome “Maha Kali”. E fizeram uma grande tour com o “The Rebirth of Dissection” .
Dissection teve uma transformação musical desde que Jon Nödtveidt saiu da prisão. O estilo de som era mais em uma combinação de e em seus dois primeiros álbuns. Já o novo álbum lançado (Reinkaos) estava no estilo melódico do .
Em 2006, Dissection lançou seu terceiro álbum de estúdio “Reinkaos” através da própria gravadora em associação com a The End Records. As letras no álbum “Reinkaos” possuem “fórmulas mágicas” do livro e são basedas nos ensinamentos da “Misanthropic Luciferian Order” encontrada por Nödtveidt, e de alguns outros grupos que eram membros. Pouco depois deste lançamento, em maio de 2006, em uma entrevista online, Dissection anunciou seus planos de se separar após a tour, incluindo duas datas nos Estados Unidos (que foram canceladas).
O último show foi tocado dia 24 de junho de 2006, em Estocolmo. Como Jon explicou em uma entrevista : ”…com Reinkaos nós alcançamos o capítulo final. O trabalho do Dissection está feito e esse é o nosso legado.”
Jon Nödtveidt, na idade de 31 anos, cometeu suicídio atirando em si mesmo entre 14 e 16 de agosto de 2006. A polícia sueca achou o corpo em seu apartamento dia 16 de agosto ao lado de uma cópia da Bíblia Satânica. Ele se matou porque sentiu que tinha feito tudo o que pôde e isso era significativo para sua vida. De acordo com algumas pessoas que atualmente o conheciam, ele provavelmente planejou isso desde quando saiu da prisão.

http://www.dissection.nu/

2.Dissection, banda de canadense, que usou este nome do meio até o fim de ‘80. Da cidade de Quebec, inciaram suas atividades de 1986 com o nome de Genocide! Lançaram duas demos naquele nome (“Chain Saw Slaughter” e “Black List”) antes de mudar o nome para Dissection em 1987. Lançaram seu album em 1988 chamado “Final Genocide” pela gravadora Fringe Product. Em 1991 lançaram um album-cassete chamado “Garden of Stone” e encerraram as atividades logo depois. Membros do Dissetion de Quebec também tocaram antes na banda de Heavy Metal old school: Outbreak e alguns riffs do Outbreak foram reciclados de forma mais brutal no Dissection.

3. Dissection, banda de da Lituânia que lançou duas demos: “Suffocating Syndrom” em 1992 e “Pyramid of Hate” em 1993.

4. Dissection, banda de de Pula, na Croácia no início de ‘90. Eles mais tarde mudaram seu nome para Aeon.

5. Dissection, banda de / canadense que lançou um álbum em 1988. São encontrados na Last.fm como “Dissection (Canadian)”.

Editado por Glamaster em Dez 27 2011, 2h22

Todos os textos enviados pelos usuários nesta página estão disponíveis sob a licença Creative Commons Attribution/Share-Alike.
Os textos também estão disponíveis sob a Licença de documentação livre GNU.

Ficha do artista

Gerado a partir de fatos marcados na wiki.

Não existe informação sobre este artista

Você está vendo a versão 9. Veja versões mais antigas, ou discuta esta wiki.

Você também pode ver uma lista de todas as alterações recentes na wiki.

Mais informações

De outras fontes.

Links