Biografia

Ronnie James Dio nome artístico de Ronald James Padavona (Portsmouth, 10 de julho de 1942 — Houston, 16 de maio de 2010) foi um músico e compositor de heavy metal norte-americano, famoso como vocalista das bandas Rainbow e Black Sabbath. Assumiu o nome de “DIO” em homenagem a seus familiares italianos. Cantou e tocou baixo na sua primeira banda mais importante, Elf (onde gravou 3 álbuns). Outras bandas no seu início de carreira foram: Vegas Kings (formado por colegas da sua escola) que mais tarde mudou o seu nome para Ronnie and the Rumbles e depois deste, para Ronnie and The Redcaps. Tocavam em bailes universitários etc. Mais uma vez mudam o nome da banda para Ronnie Dio and The Prophets. Mudaram o nome mais vezes, The Eletric Elves, depois para The Elves e finalmente ELF.

Foi chamado para cantar no Rainbow de Ritchie Blackmore ex-Deep Purple, onde gravou quatro álbuns. Após deixar o Rainbow, foi convidado pelo guitarrista Tony Iommy para integrar o posto de vocalista no Black Sabbath. Gravou ao todo três álbuns e mais um após sua volta à banda em 1992. Saiu do Black Sabbath em 1983 devido a problemas de ego e uma “suposta” sabotagem na mixagem final de Live Evil (ao vivo do Sabbath). A tradicional sonoridade do Sabbath com a acentuação da linha de baixo, se ouvia nitidamente mais fraca, enquanto o vocal de Dio era mais “alto”.Contudo, as divergências musicais, bem como a promoção do vocalista com seu projeto solo, podem ter contribuído para a decisão de Dio abandonar o Black Sabbath.

No mesmo ano após sua saída do Black Sabbath, ou seja, 1983, lança aquele que para muitos é um dos melhores discos de heavy metal de todos os tempos, Holy Diver. Nele estão Vinny Appice que também tinha saído do Sabbath e acompanhou Dio, seu antigo companheiro de Rainbow Jimmy Bain e o excelente guitarrista Vivian Campbell (atual Def Leppard). Holy Diver foi aceito em grandes proporções e deixou clássicos como a faixa-título, Stand Up and Shout, Don’t Talk to Strangers e a mais famosa Rainbow in the Dark.

Embalado com o sucesso atingido logo de cara, Dio lança mais um álbum em 1984 chamado The Last in Line, que lançou vários clássicos como a faixa-título, We Rock, Egypt (The Chains Are On), etc.
Foi este álbum que levou a banda à uma enorme turnê mundial seguida do seu primeiro vídeo oficial. Os músicos são os mesmos, mas no álbum, ainda há um tecladista chamado Claude Schenell.

E para provar que Dio era mesmo um fanático em duendes, dragões, magos, reis, rainhas e arco-íris, lança Secread Heart em 1985. Um belíssimo trabalho que continuava a sustentar a banda como uma das melhores dentro do gênero. Os grandes sucessos foram King of Rock and Roll, a faixa-título, Rock and Roll Children, Just Another Day e All The Fools Sailed Away. Desta turnê também sai um vídeo chamado Secread Heart Live.

Em 1986 sai um álbum ao vivo chamado Intermission com apenas seis músicas onde as que se destacam são King of Rock and Roll, We rock e Rainbow in the Dark.

Em 1987, o guitarrista Vivian Campbell deixa a banda e é substituído por Craig Goldie. É lançado então, Dream Evil que é conhecido como um álbum problemático pelo próprio Dio. Apesar de ter havido alguns problemas, se destacam: Night People, a faixa-título, Sunset Superman e Faces in the Window.

Depois de um sucesso contínuo e dos problemas em 1987, Dio sumiu do mapa e voltou a aparecer em 1990 com Lock up the Wolves. Sua formação é totalmente diferente das passadas. Os músicos são Rowan Robertson, um garoto inglês de apenas 18 anos de idade e que segundo o próprio Dio, foi selecionado após um teste com milhares de guitarristas. Mas independente disso, Rowan mostra uma incrível versatilidade e rapidez em seus solos. Para a bateria foi chamado ninguém menos que Simon Wright (ex-AC/DC), um novaiorquino chamado Teddy Cook para o baixo e um dos maiores tecladistas do metal, o sueco Jens Johansson (ex-Malmsteen e atual Stratovarius). As músicas ganham novos elementos mas o Heavy Metal permanece intacto. Não foi seu melhor disco, mas destacam-se Wild One, Hey Angel, a bela faixa-título, Born to the Sun e My Eyes.

Em 1992 Dio volta ao Black Sabbath e grava mais um álbum chamado Dehumanizer, mas alguns problemas acabaram com a reunião da banda. Neste mesmo ano sai uma coletânea intitulada Diamonds com vários clássicos da banda Dio.

Após isso Dio volta com Strange Highways em 1993, que seguia a mesma linha de Dehumanizer. Podemos destacar algumas músicas como Jesus, Mary & The Holy Ghost, Hollywood Black, Pain e a faixa-título. Depois de suas saídas da banda, Vinny Appice e Jeff Pilson voltam, e esse álbum é a estréia de Tracy G como guitarrista na banda.

Em 1996 sai Angry Machines, e mais uma vez Dio mostra o quanto gostou de ter feito junto ao Black Sabbath, Dehumanizer (1992). Chegou a declarar que não falava mais de fantasia por que preferia tratar da realidade. Algumas músicas de Angry Machines que marcaram foram: Don’t Tell the Kids, Institutional Man, Hunter of the Heart e Dying in America.
Durante a turnê de promoção os fãs criticaram duramente o desempenho do guitarrista Tracy G.
Neste mesmo ano é lançada uma coletânea chamada Anthology.

Em 1998 sai um CD duplo ao vivo chamado Inferno - The Last in Live, que traz clássicos como Holy Diver, Don’t Talk to Strangers, The Last in Line, e The Mob Rules (homônima do disco do Black Sabbath), Mistreated (do Deep Purple) entre outras. Algo relativo à volta do Rainbow tinha sido mencionado mas com a morte do baterista Cozy Powell, a notícia permaneceu apenas como boato.

Em 2000 lança “Magica”, um álbum conceitual que traz de volta o estilo clássico de Dio compor, com letras sobre Magia, Dragões e Bruxas. Músicas como “Fever Dreams”, “Turn to Stone”, “Challis”, Losing My Insanity, e a balada “As Long as it’s Not About Love”, conquistaram em cheio o público.

Sua banda contou com a volta de Craig Goldie (guitarra), o seu fiel escudeiro Jimmy Bain (baixo), Simon Wright (bateria), Scott Waren (teclados). No final de 2001 Goldy decide deixar a banda, alegando problemas familiares e para seu lugar é recrutado o guitarrista Doug Aldrich. Com novo line-up, Dio entra em estúdio e em 2002 sai “Killing the Dragon” que procurou repetir a mesma forma do anterior, porém com um pouco mais de rapidez e peso. Os destaques são: “Scream”, “Throwaway the Children” e a faixa-título.

Em 2003, sai seu primeiro DVD oficial, “Evil Or Divine”. O último trabalho de estúdio de Dio, “Master Of The Moon”, é lançado em 2004. A Turnê de divulgação contou com o seguinte line-up: Ronnie James Dio no vocal, Craig Goldy na guitarra, Rudy Sarzo no baixo, Simon Wright na bateria e Scott Warren nos teclados.

É lançado em 2006 o álbum Holy Diver Live, gravado em Londres em outubro de 2005. O show foi parte da turnê que tocou o álbum Holy Diver na integra.

Em 2007 reuniu-se com os antigos companheiros de Black Sabbath, Tony Iommi, Geezer Butler e Vinny Appice, para excursionarem na turnê de promoção da coletânea “Black Sabbath - The Dio Years”. Neste álbum estão grandes clássicos como “Neon Knights”, “Die Young”, “Falling Off The Edge Of The World”, “The Mob Rules” e três músicas novas compostas especialmente para este disco: “The Devil Cried”, “Ear in the Wall” e “Shadow of the Wind”.

Para promoverem a coletânea os quatro se reuniram sob o nome Heaven & Hell para uma turnê mundial de um ano.

Em 2009 a banda lançou o criticamente aclamado álbum de inéditas The Devil You Know.

Em 25 de novembro de 2009, Wendy, esposa e empresária de Dio, anunciou que ele havia sido diagnosticado com câncer de estômago:

“Ronnie foi diagnosticado num estágio inicial de câncer de estômago. Estamos iniciando o tratamento imediatamente na Mayo Clinic. Após Ronnie matar este dragão, ele estará de volta aos palcos, aos quais ele pertence, fazendo o que ele mais ama, cantando para os seus fãs. Vida longa ao rock and roll, vida longa a Ronnie James Dio. Obrigada a todos os amigos e fãs de todas as partes do mundo que enviaram mensagens de boas melhoras. Isto realmente tem nos ajudado a manter nosso espírito forte.”

Em março de 2010, Wendy publicou uma atualização online sobre sua condição:

“Ronnie fez sua sétima sessão de quimioterapia, outra tomografia computadorizada e outra endoscopia, e os resultados são bons — o tumor principal tem encolhido consideravelmente, e nossas visitas à clínica em Houston são agora a cada 3 semanas, e não mais a cada 2 semanas.”

Dio iniciou o tratamento com a doença ainda no estágio inicial e havia diminuído o número de shows nos últimos meses. Em 4 de maio de 2010, o Heaven & Hell anunciou que eles estavam cancelando todas as apresentações que ocorreriam no verão por causa da condição de saúde de Dio.

Dio morreu às 7:45 da manhã (horário local) de 16 de maio de 2010, de acordo com as fontes oficiais

Wendy disse no site oficial de Dio:

“Hoje meu coração está partido, Ronnie morreu às 7:45 da manhã de 16 de maio. Muitos, muitos amigos e familiares puderam se despedir privativamente antes que ele fosse embora pacificamente. Ronnie sabia o quanto ele era amado por todos. Nós agradecemos o amor e o apoio que vocês têm nos dado. Por favor, nos deem alguns dias de privacidade para lidar com esta terrível perda. Por favor, tenham certeza que ele amava vocês todos e sua música viverá para sempre.”


Discografia

Com Elf

* Elf (1972)
* Carolina County Ball (1974)
* Trying to Burn the Sun (1975}
* The Gargantuan (1978) (Coletânea)
* The Elf Albums (1991) (Coletânea)

Com Rainbow

* Ritchie Blackmore’s Rainbow (1975)
* Rising (1976)
* On Stage (1977)
* Long Live Rock ‘n’ Roll (1978)
* Live In Germany ‘76 (1990)

Com Black Sabbath

* Heaven and Hell (1980)
* Mob Rules (1981)
* Live Evil (1982)
* Dehumanizer (1992)
* Black Sabbath: The Dio Years (2007)

Com Dio

* Holy Diver (1983)
* Live in Concert (VHS) (1984)
* Special From The Spectrum (VHS) (1984)
* The Last in Line (1984)
* Sacred Heart (1985)
* Super Rock ‘85 In Japan (VHS) (1985)
* Intermission (1986)
* Sacred Heart “The Video” (1986)/(2004)
* Dream Evil (1987)
* Lock Up The Wolves (1990)
* Diamonds: Best of Dio (1992) (Coletânea)
* Strange Highways (1994)
* Angry Machines (1996)
* Anthology (1997) (Coletânea)
* Master Series (1998) (Coletânea)
* Inferno: Last in Live (1998)
* Magica (2000)
* The Very Beast of Dio (2000) (Coletânea)
* Anthology, Vol. 2 (2001) (Coletânea)
* Killing The Dragon (2002)
* Evil or Divine: Live in New York City (DVD) (2003)
* Stand Up and Shout: The Dio Anthology (2003)
* The Collection (2003) (Coletânea)
* Master Of The Moon (2004)
* Evil Or Divine: Live in New York City (2005)
* We Rock (DVD) (2005)
* Holy Diver Live (2006)
* Holy Diver Live (DVD) (2006)


Com Heaven & Hell

* Live at Radio City Music Hall (2007)
* The Devil You Know (2009)
* Neon Nights: 30 Years of Heaven & Hell (2010)


Participações

* Roger Glover and Guests - Butterfly Ball (1974) (Dio participa das faixas:”Sitting In A Dream”, “Love Is All” e “Homeward”)
* Kerry Livgren - Seeds of Change (1980) (Dio participa das faixas “Mask Of The Great Deceiver” e “To Live For The King”)
* Hear’n Aid (1986) (Dio participa da faixa “Stars”)
* Tribute to Alice Cooper (1999) (Dio participa da faixa “Welcome To My Nightmare”)
* Tribute to Aerosmith (1999) (Dio participa da faixa “Dream On”, juntamente com Yngwie Malmsteen”
* Deep Purple - In Concert with the London Symphony Orchestra (2000) (Dio participa das faixas “Love Is All”, “Smoke on the Water” e “Sitting in a Dream”)
* Iron Eagle Soundtrack (1986) (Dio participa da faixa “Hide in the Rainbow”)

Tributos

* Awaken The Demon: Tribute to Dio (1999)
* Hell Rules Vol. 1 (1999)
* Hell Rules Vol. 2 (2000)
* Holy Dio (2000)
* Catch The Rainbow - Atribute to Rainbow (2000)
* Evil Lives (2004)

Editado por Fe666 em Abr 7 2012, 8h33

Todos os textos enviados pelos usuários nesta página estão disponíveis sob a licença Creative Commons Attribution/Share-Alike.
Os textos também estão disponíveis sob a Licença de documentação livre GNU.

Ficha do artista

Gerado a partir de fatos marcados na wiki.

Não existe informação sobre este artista

Você está vendo a versão 13. Veja versões mais antigas, ou discuta esta wiki.

Você também pode ver uma lista de todas as alterações recentes na wiki.

Mais informações

De outras fontes.

Links