Biografia

Destiny’s Child foi um grupo feminino estadunidense de R&B, formado por Beyoncé Knowles, Kelly Rowland e Michelle Williams, Um grupo formado em 1990, no Texas, Estados Unidos. Originalmente um duo e posteriormente um quarteto, o grupo teve seu auge enquanto era um trio. Possuem vendas recordes de mais de 50 milhões de álbuns. De acordo com o World Music Awards é a banda feminina que mais vendeu de todos os tempos. Em 12 de junho de 2005 anunciaram durante a turnê em Barcelona que não apresentariam-se mais junto, partindo para carreiras solo, teatro, televisão e cinema.

Beyoncé e LaTavia, com apenas nove anos de idade, conheceram-se enquanto faziam testes na cidade de Houston, no Texas, em 1990, tornaram-se amigas e Mathew Knowles, o pai de Beyoncé, tornou-se o empresário das meninas. Dois anos depois, quando estava prestes a participar do programa “Stars Search”, a dupla chamou Kelly Rowland (Prima de Beyoncé) para entrar no grupo. Pouco tempo depois fechavam a formação com a entrada de LeToya Luckett, em 1993. O nome do grupo foi inspirado em um capítulo do livro bíblico do Isaías.

Ao longo da sua carreira, o grupo lançou quatro álbuns de estúdio e ao todo tem 4 singles em primeiro lugar na Billboard Hot 100. Mundialmente já venderam mais de 50 milhões no mundo, se tornando um dos grupos que mais venderam Estados Unidos. Em 2006, foram premiadas no World Music Awards como o grupo feminino que mais vendeu discos de todos os tempos e no mesmo ano elas ganharam uma estrela na Calçada da Fama. A revista Billboard também premiou o grupo o classificando como um dos maiores trios de todos os tempos e colocando o grupo na lista dos Hot 100 Artist de todos os tempos.

Formado em 1997, Houston, no Texas, tendo como vocalista as cantoras Beyoncé, Kelly, LaTavia e LeToya. Em 1990, as quatro cantoras faziam parte de um outro grupo feminino chamado Girl’s Tyme, que ao todo era composto por seis garotas. Este grupo também tinha como vocalista principal Beyoncé, por que os produtores achavam que ela tinha muito potencial para cantar. O grupo Girl’s Tyme não tem nenhum álbum lançado, por que não conseguiu assinar um contrato com nenhuma gravadora bem sucedida.

O Primeiro Álbum
O quarteto batalhou apresentações onde pôde, chegaram a abrir shows de grupos como o SWV, Dru Hill e Immature. Foram longos cinco anos até que uma gravadora se interessasse em levá-las para o estúdio. A Columbia lançou o primeiro single em 1997, “Killing Time”, que entrou na trilha sonora do filme “Men in Black”. No ano seguinte, foi a vez do álbum de estréia, “Destiny’s Child”, com produção de Wyclef Jean e Jermaine Dupri. A música de trabalho foi “No No No”, que chegou ao topo das paradas de R&B e fez com que o disco vendesse um milhão de cópias. O sucesso dos singles seguintes, “With Me e “Get On The Bus”, duplicaram a venda do álbum de estréia.

The Writing’s On The Wall
O Destiny’s Child logo entrou em estúdio novamente para aproveitar a visibilidade. Em 1998, saiu “The Writing’s on the Wall”, que foi parar na sexta colocação das paradas norte-americanas. A música “Bills, Bills, Bills” tornou-se o hit pop número um e o segundo em R&B, além de receber duas indicações ao Grammy. As jovens cantoras trabalharam mais três músicas do disco, “Bug A Boo”, “Jumpin’ Jumpin’” e “Say My Name”, mas apenas as duas ultimas virou um hit, desta vez como topo das paradas R&B e Pop dos Estados Unidos.

Como normalmente acontece em grupos no auge do sucesso, os problemas apareceram. LaTavia Roberson e LeToya Luckett estavam insatisfeitas com Mathew Knowles, pai de Beyoncé e tio de Kelly. Elas reclamavam que ele tinha muito controle sobre o grupo e favorecia a Beyoncé e a Kelly. Para favorecer a filha e abafar o descontentamento, arranjou duas integrantes as pressas para o novo álbum sem comunicar com LaTavia e LeToya. A situação piorou quando foi exibido os videoclipes das músicas “Say My Name” e “Jumpin Jumpin” com as substitutas, Michelle e Farrah. LaTavia e LeToya entraram na justiça contra o empresário e a nova formação. A polêmica fez com que o disco vendesse nove milhões de cópias só nos Estados Unidos. LeToya e LaTavia, depois da separação, formaram outro grupo, chamado Anjel, com outras duas integrantes.

Em 2000, Farrah decidiu deixar o grupo apenas cinco meses depois do ingresso. O Destiny’s Child continuou como um trio e lançou naquele ano uma música para trilha sonora do filme “Charlie’s Angels”. “Independent Woman ficou 11 semanas como número um das paradas da Billboard, entrando para o livros dos recordes. Em 2001, as garotas voltaram para casa com dois Grammy, um de melhor canção R&B por “Say My Name” e outro pela melhor performance de grupo. Com a situação começando a melhorar, LaTavia e LeToya decidiram poupar as integrantes e retiraram o processo contra elas, que ficou na justiça apenas contra Mathew Knowles.
Survivor

Começaram a trabalhar em um novo disco, “Survivor”, lançado em 2001. O disco foi o número um da Billboard no começo do ano. Algumas músicas, como “Independent Women Part I”, “Bootylicious”, “Emotion” e “Survivor” chegaram ao topo das paradas musicais, outro single do disco foi “Nasty Girl” que não fez tanto sucesso quanto os outros. A vendagem ficou por volta de seis milhões de cópias nos Estados Unidos, abaixo do anterior.

No final do ano, elas lançaram um álbum especial de Natal, “8 Days of Christmas”.
Carreiras solo

Beyoncé durante a turnê “The Beyoncé Experience”, cantou Independent Women Part I. Depois do álbum de Natal, elas anunciaram que iriam se dedicar a carreira solo. Michelle lançou o disco solo, “Heart to Yours” e em 2004, com o grande sucesso do anterior, lançou seu segundo álbum Gospel “Do You Know”. Kelly lançou “Simply Deep” que teve como sucesso “Dilemma”, que contava com a participação do rapper Nelly, além de “Stole”, “Can’t Nobody” e “Train on a Track”. Mas quem tornou-se um fenômeno foi Beyoncé. Ela estreou no cinema ao lado de Mike Myers em “O Homem do Membro de Ouro” e começou assinar somente como Beyoncé. O disco solo da cantora, “Dangerously In Love”, lançado em 2003, foi um grande sucesso, graças a músicas com: “Crazy in Love”, “Baby Boy” e “Naught Girl”, além de participação de cantores e rappers renomeados como Jay-z e Sean Paul. Em 2006, lançou o álbum B’day que foi lançado no dia seu aniversário, que teve hits como “Irrepleceable”(que ficou 10 semanas segidas no primeiro lugar da Billboard), “Dejá vu”, “Ring The Alarm”, “Check On It”, “Beautiful Liar” e outros. Beyoncé volta ao cenário musical em 2008, com o lançamento de I Am… Sasha Fierce, que já conta com os hits “If I Were A Boy”, “Single Ladies, “Halo”, “Diva”, “Ego” e “Sweet Dreams”.

Destiny Fulfilled
Em 2004, divulgaram que voltariam a se unir para lançar outro álbum. O sexto disco da carreira do grupo intitulado “Destiny Fulfilled” teve como singles “Lose My Breath”, “Soldier” que chegaram até a 3° posição na Billboard Hot 100 além de terem ótimos desempenhos no mundo (Lose My Breath ficou 11 semanas em 1° lugar no mundo), outros singles do albún foi “Cater 2 U” e “Girl”. O disco vendeu mais de sete milhões de cópias pelo mundo.

Depois do anúncio da pausa do grupo, para se dedicarem a carreira solo, presentearam o público com a coletânea “#1’s”, reunindo além de grandes sucessos da carreira, as inéditas “Stand Up For Love”, “Feel The Same Way I Do” e “Check on It”, que aparece no disco interpretada apenas por Beyoncé. A faixa foi gravada pela cantora para a trilha sonora do longa “A Pantera Cor-de-Rosa”.

No total o grupo já vendeu mais de 50 milhões de CD’s e mais de 45 milhões de singles, e é o “best-selling all-female group of all time” (grupo feminino que mais vendeu em todos os tempos) certificado pelo World Music Awards.

Curiosidades
Talvez, numa apresentação para o BET@ Awards 2007, as Destiny’s Child apareceram juntas. Esta reunião ficou conhecida como “Destiny’s Child Reunion”,com a participação de “Solange Knowles” (irmã de Beyoncé). O empresário das garotas Matthew Knowles disse o seguinte: ‘Isto pode dar certo’. Talvez Solange Knowles,irmã mais nova de Beyoncé, entrará no grupo se as Destiny’s Child retornarem.

Ligações externas dupla chamou Kelly (filha da empregada da família Knowles) para entrar no grupo. Pouco tempo depois fechavam a formação com a entrada de LeToya Luckett, em 1993. O nome do grupo foi inspirado em um capítulo do livro bíblico do Isaías.

O quarteto batalhou apresentações onde pôde, chegaram a abrir shows de grupos. Foram longos cinco anos até que uma gravadora se interessasse em levá-las para o estúdio. A Columbia lançou o primeiro single em 1997, Killing Time, que entrou na trilha sonora do filme “Men in Black”. No ano seguinte, foi a vez do álbum de estréia, “Destiny’s Child”, com produção de Wyclef Jean e Jermaine Dupri. A música de trabalho foi “No, No, No (Part 1)”, que chegou ao topo das paradas de R&B e fez com que o disco vendesse um milhão de cópias. O sucesso dos singles seguintes, “With Me (Part 1)” e “Get on the Bus”, duplicaram a venda do álbum de estréia.

Em 1998, saiu “The Writing’s On The Wall”, que foi parar na sexta colocação das paradas norte-americanas. A música “Bills, Bills, Bills” tornou-se o hit pop número um e o segundo em R&B, além de receber duas indicações ao Grammy. As jovens cantoras trabalharam mais duas músicas do disco, “Bug a Boo” e “Say My Name”, mas apenas a segunda virou um hit, só que desta vez foi topo nas paradas R&B e Pop dos Estados Unidos.

Como normalmente acontece em grupos no auge do sucesso, os problemas apareceram. LaTavia Roberson e LeToya Luckett estavam insatisfeitas com Mathew Knowles, pai e tio das outras duas integrantes. Elas reclamavam que ele tinha muito controle sobre o grupo e favorecia a filha e sobrinha. A situação piorou quando foi exibido o vídeoclipe da música “
Say My Name” com duas substitutas, Michelle Williams e Farrah Franklin. LaTravia e LeToya entraram na justiça contra o empresário e a nova formação. A polêmica fez com que o disco vendesse nove milhões de cópias.

Em 2000, Farrah decidiu deixar o grupo apenas cinco meses depois de ter entrado. Continuaram como um trio, agora com a formação Beyoncé, Kelly & Michelle e lançou naquele ano uma música para trilha sonora do filme “As Panteras”. “Independent Women Part I” ficou por 11 semanas como número um das paradas musicais. Em 2001, as garotas voltaram para casa com dois Grammy, um de melhor canção de R&B com “Say My Name”, e outro de melhor performance de grupo. A situação começou a melhorar, LaTavia e LeToya decidiram poupar as integrantes e retiraram o processo contra elas, que ficou na justiça apenas contra Mathew Knowles.

Começaram a trabalhar em um novo disco, “Survivor”, lançado em 2001. Nele, Beyoncé aparece como produtora e compositora da maioria das canções. O disco foi o número um da Billboard no começo do ano e teve como singles sucessos como “Survivor”, “Bootylicious” e “Emotion”.

No final do ano, elas lançaram um álbum especial de Natal, “8 Days of Christmas” e anunciaram que se dedicariam a projetos solos. Michelle Williams lançou seu segundo disco solo, “Do You Know”, alem de participar de uma peça teatral na brodway (Seu primeiro disco se chamava “Heart To Yours”). Kelly Rowland lançou o album “Simply Deep”, marcado pelo sucesso “Dilemma” com participação do rapper Nelly que lhe rendeu um Grammy em 2003 além de estreiar no cinema com o filme “Freddy vs Jason”. Beyoncé estreou no cinema ao lado de Mike Myers em “O Homem do Membro de Ouro” e começou assinar somente como Beyoncé. O disco solo da cantora, “Dangerously in Love”, lançado em 2003, foi um enorme sucesso no mundo e lhe rendeu 5 Grammys.

Em 2004, as cantoras anunciaram que adiariam seu segundo vôo solo para se reunir novamente como Destiny’s Childs.O quinto album do grupo,”Destiny Fullfiled” foi sucesso no mundo com os hits “Lose My Breath”, “Girl”, “Cater 2U” e “Soldier” esse com T.I. e Lil’ Wayne. Durante a turne do album Kelly anunciou que elas voltariam a suas respectivas carreiras solos.

Depois do anúncio do fim do grupo, o Destiny’s Child ainda presenteou o público com o DVD da turne do album anterior, “Destiny’s Child Live In Atlanta” e com a coletânea “Destiny’s Child’s #1’s”, reunindo além de grandes sucessos da carreira, as inéditas “Stand Up for Love”, “Feel the Same Way I Do” e “Check on It”, esta interpretada só por Beyoncé.

Atualmente as integrantes do grupo estão trabalhando em suas carreiras solos.

Editado por Ziomek2000 em Nov 13 2010, 22h57

Todos os textos enviados pelos usuários nesta página estão disponíveis sob a licença Creative Commons Attribution/Share-Alike.
Os textos também estão disponíveis sob a Licença de documentação livre GNU.

Ficha do artista

Gerado a partir de fatos marcados na wiki.

Membros da banda

Você está vendo a versão 25. Veja versões mais antigas, ou discuta esta wiki.

Você também pode ver uma lista de todas as alterações recentes na wiki.

Esta wiki foi bloqueada por um moderador.