Dois canadenses de Toronto que surgiram em 2002, quando lançaram o EP ‘Heads Up’, inovando o mundo underground com apenas dois instrumentos, baixo e bateria. Algumas citações fazem referência aos White Stripes, por ter apenas dois instrumentos, mas os DFA1979 (abreviação mais usada para a banda) têm uma sonoridade mais pesada.
Como a banda possuía o nome de gravadora de James Murphy (dos LCD Soundsystem), a Death From Above Records, eles enfrentaram uma disputa judicial pelo nome Death From Above, e, após a perda, trocaram o nome para Death From Above 1979 (1979 é o ano de nascimento do baterista e vocalista Sebastian Grainger).
Em algumas entrevistas, eles dizem que se encontraram na prisão e que vivem numa casa funerária, apenas para causar mais loucura na cabeça de seus fãs.
Em Fevereiro de 2004, os DFA1979 entraram em estúdio, e em Outubro do mesmo ano, lançaram o único disco de estúdio de sua carreira, ‘You’re A Woman, I’m A Machine’. O disco conta com 11 músicas, e ‘Romantic Rights’, ‘Blood On Our Hands’, e ‘Black History Month’, foram as músicas que mais fizeram sucesso, sendo os únicos singles que a banda lançou. Além das músicas, algumas covers aparecem no lado B, como a música ‘Luno’ da banda britância Bloc Party. O vocalista dos Bloc Party, Kele Okereke, elogiou a versão da banda canadense, dizendo que foi uma das melhores covers que já fizeram do Bloc Party.
A banda ganhou espaço no mainstream do , sendo “dançáveis” e pesados ao mesmo tempo… Exemplos disso são as músicas ‘Turn It Out’, ‘Pull Out’, e ‘Cold War’. São músicas com muita ‘violência’ e ao mesmo tempo ‘músicas de pista’. O que prova isso é o CD com Remixes e B-sides gravados por eles e por outras bandas, o ‘Romance Bloody Romance’. Com apenas 2 b-sides(‘Better Off Dead’, uma cover da banda escandinava chamada La Peste, e uma música que não entrou no CD de You’re a Woman, I’m a Machine, ‘You’re Lovely(But You’ve Got Lots of Problems)’, também com uma sonoridade extremamente forte.)
Os DFA1979 gravaram 5 video-clips: ‘Romantic Rights’, ‘Blood On Our Hands’, ‘Black History Month’, ‘Pull Out’, e Sexy Results (MSTRKRFT Edition)’. MSTRKRFT é um projeto paralelo de Jesse Keeler, que mistura rock com música eletrônica.
Eles ganharam disco de ouro pelo CD ‘You’re A Woman, I’m A Machine’. Alcançaram um patamar muito respeitável entre o indie rock, sendo comparados a bandas como !!!, Lcd Sounsystem.
No dia 4 de Agosto de 2006, o baterista Sebastian Grainger fez um aviso no site oficial da banda; disse que após eles terem alcançado todos os seus objetivos, não tinham razões para continuar, além do fato de que em algumas ocasiões eles nem se falavam, e por isso decidiram acabar com a banda.

Editado por Guy_Bushin em Mai 1 2009, 19h32

Todos os textos enviados pelos usuários nesta página estão disponíveis sob a licença Creative Commons Attribution/Share-Alike.
Os textos também estão disponíveis sob a Licença de documentação livre GNU.

Ficha do artista

Gerado a partir de fatos marcados na wiki.

Não existe informação sobre este artista

Você está vendo a versão 13. Veja versões mais antigas, ou discuta esta wiki.

Você também pode ver uma lista de todas as alterações recentes na wiki.