Biografia

2003 – No dia 28/09, durante uma desenfreada festa Rock’n’Roll no bairro do Jabaquara, em São Paulo, Fabrizio Micheloni (Baixo – Voz), Marcello Schevano (Guitarra – Voz) e Ricardo Bonx (Bateria – Voz) unem – se para uma simples jam session, a qual acaba se tornando uma verdadeira batalha de instrumentos, tamanha a fluência e coesão entre os três músicos, o que, naturalmente, os instigou a trabalhar como Banda. Para três apresentações no Salão Duas Rodas (tradicional feira de motociclismo em SP), em Outubro, ainda com um repertório de covers, tocaram sob o nome de Carro Bomba. Por razões óbvias, o nome ficou.

2004 – Após passarem o 1° semestre trabalhando o repertório para o álbum de estréia, em Julho gravam, no Tonelada Estúdio, em SP, o homônimo “Carro Bomba”, em apenas quatro dias. A estréia desse repertório próprio nos palcos ocorre no dia 11/09, no Blackmore Rock Bar, em SP, junto aos brothers do Baranga. O disco é lançado em Dezembro, sendo aclamado por público e mídia rock do país, rapidamente transformando a banda em referência de “Rock Pesado Cantado em Português”.

2005 – Entre shows e ensaios, logo surgem as canções que viriam a integrar o segundo trabalho do trio, sugestivamente batizado de “Segundo Atentado”. Gravado em Outubro, novamente no Tonelada Estúdio, o álbum traz, além da evolução natural da banda, o aumento notável do peso nas músicas. Rogério Fernandes faz uma participação vocal em “A Luz, a Paz e a Bomba”; uma espécie de prévia do que viria a acontecer pouco tempo depois.

2006 - Lançamento do Segundo Atentado, em Abril, seguido de uma bateria de shows por todo o Brasil. Fecham o ano tocando no aniversário do Manifesto Rock Bar, em SP, ao lado do Golpe de Estado.

2007 – Após um show no Centro Cultural SP, em Fevereiro, Ricardo Bonx deixa a banda. Ocorrem então mudanças drásticas; Fabrizio e Marcello recrutam o baterista Fernando Minchillo, marcando a inserção de dois bumbos à sonoridade da banda, e Rogério Fernandes vem para assumir os vocais com seu drive potentíssimo, deixando a dupla de cordas livre para incrementar ainda mais os arranjos das canções. O resultado dessas mudanças logo viria à tona quando, em Dezembro, essa nova formação
adentra o Mr. Som Estúdio, em SP, para o registro de seu terceiro álbum.

2008 – “Nervoso” foi um caso clássico de “divisor de águas” na carreira de uma banda. O disco é simplesmente uma porrada na orelha, trazendo a perfeita combinação entre o instrumental ultra pesado e intrincado com as letras inteligentes e repletas de poesia de rua, cantadas com feeling impar, de forma nunca antes vista em território nacional. Porém, em meio a todo o alvoroço, Fernando deixa a banda ainda antes do show de lançamento, realizado em Julho no Manifesto Rock Bar, já com Heitor Shewchenko na bateria, trazendo ainda mais peso e vigor ao já reverenciado comboio.

2009 – A banda realiza shows maiores e mais importantes por diversos Estados do Brasil e, simultaneamente, inicia os trabalhos para o sucessor do “Nervoso”, decididos a superar este que é considerado por muitos como um dos melhores álbuns da história da Música Pesada Brasileira, figurando em altas posições em praticamente todas as eleições de “Melhores de 2008”.

2010 – “Carcaça” é gravado no Mr. Som Estúdio, enquanto os shows tornam-se ainda maiores, já com um fiel público conquistado, graças à impecável performance da banda ao vivo. São convidados a integrar o cast da gravadora/distribuidora Laser Company, a maior do país no segmento, junto a medalhões como Korzus, Torture Squad e Krisiun, entre outros.

2011 – Paralelamente aos preparativos para o lançamento do novo álbum, “Carcaça”, realizam uma mini tour de três datas pelo Chile, em Março, junto às bandas locais Tabernários, Boca Seca e Lethal Fist, deixando ótima impressão em nossos hermanos, além da promessa de um breve e mais abrangente retorno.

Editado por NenhumMal em Mai 11 2011, 21h18

Fontes

Site do Carro Bomba

Todos os textos enviados pelos usuários nesta página estão disponíveis sob a licença Creative Commons Attribution/Share-Alike.
Os textos também estão disponíveis sob a Licença de documentação livre GNU.

Ficha do artista

Gerado a partir de fatos marcados na wiki.

Não existe informação sobre este artista

Você está vendo a versão 1. Veja versões mais antigas, ou discuta esta wiki.

Você também pode ver uma lista de todas as alterações recentes na wiki.

Mais informações

De outras fontes.

Links