Biografia

Uma das maiores artistas dos anos 90 e uma das mais conhecidas mundialmente, Céline Dion (Charlemagne, Québec, Canadá - 30 de Março de 1968), é uma cantora considerada a 20ª celebridade mais poderosa do planeta, de acordo com a Forbes. Já vendeu mais de 200 milhões de CD’s, tornando-se a segunda mulher que mais vendeu e o quarto artista solo mais bem-sucedido na história da música. É vencedora de 5 Grammy’s, 12 WMA, 7 AMA, 7 BMA, 40 Félix Awards, 21 Juno Awards.

Atualmente, se encontra envolvida com o espectáculo, A New Day… onde uma réplica do coliseu de Roma foi construída especialmente para a cantora, num meio de vários efeitos especiais, dezenas de dançarinos e a maior tela de alta definição do planeta, no Caesar’s Palace de Las Vegas, sob um contrato de 200 milhões de dólares e mais 50% dos lucros de ingresso para a Diva.

Biografia
A mais nova de 14 filhos de Adhemar e Thérèse Dion (que deu a ela este nome em homenagem a uma canção que escutou enquanto estava grávida), cresceu numa casa pobre, mas segundo ela, feliz, na pequena localidade de Charlemagne. Começou a apreciar música quando cantou com suas irmãs mais velhas aos cinco anos de idade num pequeno bar pertencente a seus parentes. Numa entrevista de 1992 com a revista People, ela disse: ”Eu sentia falta da minha família e do meu lar, mas não me arrependo de ter perdido a minha adolescência. Eu tinha apenas um sonho: ser uma cantora com reconhecimento mundial”. Alguns anos mais tarde, a cantora teve seu talento reconhecido, e é hoje uma das maiores cantoras do mundo.

Com 12 anos, colaborou com sua mãe e um de seus irmãos na composição da canção “Ce n’était qu’un rêve” (português: Foi apenas um sonho). O seu irmão Michael enviou a canção para o empresário René Angélil, cujo nome ele descobriu no verso de um álbum de Ginette Reno. Angélil soube imediatamente que ela se tornaria uma estrela internacional, e decidiu hipotecar sua pópria casa para poder conseguir fundos para o primeiro álbum dela. Em 1981, eles lançaram La Voix Du Bon Dieu (português: A voz do bom Deus), que se tornou o mais vendido no mercado local e transformou-a numa estrela instantânea no Quebeque. O seu reconhecimento logo iria se espalhar para outras áreas do mundo, já que em 1982 concorreu no Concurso Yamaha de Canção em Tóquio, Japão e ganhou a medalha de ouro e o Prémio dos Músicos como a “Melhor Actuação”. Em 1987, os compositores suíços Atilla Şereftuğ e Nella Martinetti aproximaram-se de Céline e pediram-lhe para que ela representasse a Suíça no Festival Eurovisão da Canção 1988. Ganhou o concurso em Dublin, na Irlanda, recebendo um grande reconhecimento em sua carreira na Europa, Ásia e Austrália, se bem que a canção com que ela venceu (Ne partez sans moi) não tenha sido um sucesso.

No fim da década de 1980, estabeleceu-se como uma das maiores cantoras da história do Canadá, ganhando vários prémios Felix e aparecendo constantemente na televisão local. Foi nessa época que ela se tornou na primeira artista canadiana a receber um Disco de Ouro na França. Com 18 anos, após ver uma performance de Michael Jackson na televisão, disse ao René que queria ser uma estrela internacional como ele. Apesar de não duvidar dos talentos dela, Angélil percebeu que para fazer sucesso no mercado mundial, a sua imagem precisava ser mudada. Ele mandou-a para um curso de inglês para melhorar as habilidades dela naquela língua. Empenhou-se nos estudos e aprendeu o que precisava (no curso intensivo) em pouco mais de três meses.

Reconhecimento Mundial
Um ano depois de ter aprendido a falar inglês, fez uma muito bem sucedida entrada no mercado norte-americano e britânico. Trabalhou com músicos estabelecidos como David Foster e Vito Luprano. O álbum Unison foi fortemente influenciado pelo soft rock dos anos 1980 e servia propriamente para ser executado nas rádios de música mais adulta; esse estilo permaneceria em vários álbuns futuros. Aclamado pela crítica quando lançado, o álbum teve excelentes vendas nos países anglófonos. O single “Where Does My Heart Beat Now” foi #4 no Hot 100 e #2 no Hot Adult Contemporary Tracks da Revista Billboard nos Estados Unidos. O álbum vendeu 5 milhões de cópias e foi só o início de uma carreira grandiosa, e de uma grande estrela musical em ascensão em vários lugares do mundo.

Em 1991, é lançado “Dion Chante Plamondon”, em que canta clássicos do famoso compositor de língua francesa Luc Plamondon, conseguindo vários hits em França, como “L’Amour existe Encore” e “Ziggy” (clássico da música francesa).

Quando se juntou em dueto com Peabo Bryson para gravar a canção (“The Beauty and The Beast”) do filme da Disney Beauty and The Beast, acabou por se tornar numa grande estrela. O single não só entrou no topo da lista dos mais vendidos da Billboard, como também ganhou o Oscar de “Melhor Canção Original” e o Grammy de “Dueto do Ano”. “The Beauty and The Beast” foi lançado como single do segundo álbum de língua inglesa da cantora, o Céline Dion, que se tornou um sucesso instantâneo de vendas do ano de 1992, trazendo grandes hits além de The Beauty and The Beast: If You Asked Me To (top nas rádios norte-americanas), Love Can Move Mountains, Nothing broken but my Heart e Water from the Moon.

No fim do ano de 1992, suas aparições na televisão e os seus dois bem sucedidos albuns, transformaram-na numa das maiores estrelas do ano nos Estados Unidos e do Reino Unido. Conseguiu o que havia pensado: cantar para todos, entrar no mercado musical norte-americano e estabelecer grande fama nele.

Naquele momento, um certo segredo da vida pessoal dela era escondido, já que ela se encontrava apaixonada pelo seu agente, Rene Angélil. O relacionamento foi mantido em segredo do público, já que René é 26 anos mais velho e a cantora temia que seus fãs pudessem ser contra o casal, porém, quando o relacionamento dos dois foi descoberto, os seus fãs acolheram muito bem os dois.

No fim do ano de 1993, é lançado o álbum The Colour of my Love, considerado pelos críticos um dos mais belos trabalhos da década de 90, em que declara seu amor até então escondido pelo seu empresário, no interior da capa do álbum. Nessa altura, tornara-se numa das maiores cantoras da década, The Colour of my Love vendeu mais de vinte milhões de cópias e nele se encontra grandes sucessos, como o cover de Jennifer Rush, número 1 na Billboard “The Power of Love” e “Think Twice” (número 1 no Reino Unido). Céline ganhou diversos prémios durante esse ano, como American Music Awards, World Music Awards, várias nomeações para Grammys, e a nomeação para um Oscar com When I Fall in Love (tema do filme Sintonia de Amor), e ainda nesse mesmo disco provou ter uma capacidade vocal extraordinária, sendo considerada uma das mais poderosas vozes do planeta.

Em 1995, dedicou-se aos seus fãs de língua francesa, lançando D’eux / The French album, que se tornou no album mais vendido de toda história da música francesa, conseguiu um feito inédito, ficar no topo das rádios de língua inglesa com uma música em francês.

Em 1996, é convidada a cantar o tema dos Jogos Olímpicos de Atlanta, “The Power Of The Dream”.

A Diva
Lançado em meio ao seu auge, o álbum Falling into You, que inclui vários mega-hits mundiais como: Because You Loved Me (número 1 na Billboard, It’s all Coming Back to me Now, All by Myself… ; Falling into You, vende 31 milhões de cópias. Considerado um dos álbuns mais vendidos de todos os tempos, ganhou vários prémios Grammys, American Music Awards, World Music Awards, Globo de Ouro e até mesmo a nomeação para o Óscar de melhor canção original (Because you Loved Me, tema do filme Íntimo e Pessoal).

Em 1997, é convidada para cantar My Heart Will Go On, o tema do filme Titanic e foi número #1 na Billboard. A música tornou-se a mais tocada da história nas estações de rádios mundialmente, sendo a décima quarta canção mais famosa da história da música. No álbum que contem a canção-tema do filme, também se encontra outras pérolas como os duetos com Barbra Streisand (Tell Him) e Luciano Pavarotti (I Hate You Then I Love You). Vários outros sucessos foram atingidos em 1998 como Immortality, The Reason, To Love you More que fizeram o álbum vender mais de 31 milhões de cópias e colecionar vários Grammy’s, American Music Awards, World Music Awards, Globos de Ouro e muitos outros prémios. A trilha sonora do filme vendeu mais de trinta milhões de cópias e se tornou uma das mais vendidas de todos os tempos, junto com a trilha sonora de O Guarda Costas e Dirty Dancing.

A partir de 1996, só se apresenta em grandes estádios com uma média de 40 a 150 mil pessoas como público. No mesmo ano, é lançado o álbum françês “S’il Suffisait D’aimer”, de grande sucesso de crítica e de vendas, mantendo Céline Dion a maior estrela de língua francesa. No fim de 1998, gravou o seu álbum natalício “These are Special Times”, cheio de belas composições inéditas e clássicos; contendo “The Prayer” (dueto com Andrea Bocelli), indicada ao Oscar e vencedora do Globo de Ouro, e I’m Your Angel (dueto com R. Kelly), número 1 na Billboard. These are Special Times é um dos álbums natalícios mais vendidos de todos os tempos.

Pausa na Carreira
Em 1999, foi diagnoticado em seu marido René Angelil Cancro da laringe e a diva toma a difícil decisão de parar por um tempo indeterminado a sua carreira para cuidar do seu marido e também ter seu primeiro filho. Nesse espaço de tempo é lançada uma pequena colectânea dos seus maiores sucessos em Inglês, All The Way … A Decade Of Song que inclui o mega-sucesso That’s The Way It Is e o tema do filme O Homem Bicentenário “Then You Look At Me”.

Em 2000, engravida e todos meios de comunicação querem as suas fotografias, chegando a oferecer uma bagatela de 500 mil dólares por uma única foto, porém, a estrela recusou e preferiu sua privacidade na sua mansão na Flórida e no seu castelo no Canadá.

Em Setembro de 2001, é convidada para cantar “God Bless America” no espectáculo de benificência em homenagem às vítimas do ataque terrorista do World Trade Center. Foi a última a atuar em conjunto com um coral, fechando a homenagem.

A Volta
Em 2002, volta aos palcos em grande estilo com o álbum A New Day Has Come dedicado ao nascimento de seu primeiro filho René Charles. A New Day Has Come estreou como número 1 na Billboard e em mais de 21 países, tornando-se no terceiro album mais vendido do ano com catorze milhões de cópias vendidas. Em 2003, estreia em Las Vegas, o espectáculo A New Day…, onde uma réplica do coliseu de roma foi construída especialmente para ela cantar as suas canções em conjunto com dezenas de dançarinos, vários efeitos especiais e o maior ecran de alta definição do planeta. O multimilionário espectáculo, que fez Dion lucrar apenas em contrato mais de 200 milhões de dólares, ficará em cartaz até ao dia 15 de Dezembro de 2007, devido ao enorme sucesso junto do público. Até Maio de 2005, A New Day… foi visto por mais de 1,2 milhões de pessoas.

Ainda em 2003, é lançado o album “One Heart” (o 10º album mais vendido do ano com mais de 9,5 milhões de cópias) que inclui 3 grandes sucessos, “I Drove All Night”, “One Heart” e “Have you Ever Been in Love”. “I Drove All Night” torna-se no tema das propagandas da Chrysler, e Céline como figura principal da promoção da famosa fábrica de automóveis, lucrando com um contrato de 80 milhões de dólares. No final de 2003 foi lançado o álbum em françês “1 Fille & 4 Types”, que inclui canções dos maiores compositores da língua francesa, tornando-se num grande sucesso comercial. Em 2004, em parceria com a famosa fotógrafa Anne Geddes, a cantora lança um trabalho em homenagem aos recém nascidos, com o título de “Miracle - A celebração de uma nova vida”, no qual contém um livro com 180 fotos, um cd com canções interpretadas por Céline e um DVD com todo making of. Este álbum vendeu mais de 5 milhões de cópias em todo o mundo.

Em 2005 é lançado o album “On ne change pas” (album duplo) com os grandes sucessos em françês da diva, com destaque para uma canção inédita, “Je Ne Vous Oublie Pas” (canção de agradecimento aos seus fãs), por todos estes anos de sucesso.

Em Maio de 2007, lançou um novo CD em francês com título “D’elles”. Este álbum inclui o número 1 em França conquistado pela canção “Et s’il n’en restait qu’une”.

No dia 11 de Novembro de 2007, lançou o seu novo e mais aguardado álbum em inglês: “Taking Chances”, que já vendeu mais de 1,1 milhões de cópias em todo o mundo até ao fim do mês de Fevereiro de 2008.

No dia 12 de Dezembro de 2007, o aguardado DVD “A New Day… Live In Las Vegas” foi lançado mundialmente. Está a ser um mega sucesso por todo o mundo, tendo vendido mais de 500 mil de cópias.

Dia 14 de Fevereiro de 2008, começou a sua digressão mundial “Taking Chances” na África do Sul. Com um espetáculo em comemoração ao aniversário de Nelson Mandela.

Voz
Sua voz é classificada como sendo uma mezzosoprano leggero e possui regularmente um alcance vocal de 2,1 oitavas (Bb2-C6).

Nota mais alta: C6 (Fly, ao vivo)
Nota mais baixa: Bb2 (New dawn)

Notas mais longas: 15s em I Surrender (Live in Las Vegas), 11s em Sorry for Love e em You Asked me To; 10s em All by Myself e em The Power of Love.

Apesar de ser mezzo, usa o belting nos agudos, o que a faz alcançar notas na escala de Soprano e chegue até a quinta oitava. Além do uso do belting também domina outras técnicas de canto como o falsete (usado em Naked e em Emotions ao vivo com Destiny’s Child) e o Whistle Register (usado nos finais de The Power of Love e The Beauty and The Beast.)

Discografia - Álbuns
Francês
La Voix Du Bon Dieu (1981)
Chante Noel (1981)
Tellement J`ai D`amour (1982)
Le Chemins De Ma Maison (1983)
Chants Et Contes De Noel (1983)
Mélanie (1984)
C`est Pour Toi (1985)
Incognito (1987)
Dion Chante Plamondon (1991)
D’eux (1995)
S’il Suffisait D’Aimer (1998)
1 fille & 4 types (2003)
D’elles (2007)
Sans Attendre (2012)

Inglês
Unison (1990)
Céline Dion (1992)
The Colour Of My Love (1993)
Falling Into You (1996)
Let’s Talk About Love (1997)
These Are Special Times (1998)
A New Day Has Come (2002)
One Heart (2003)
Miracle (2004)
Taking Chances (2007)

Coletânias
Francês
Du Soleil Au Cour (1983)
Les Plus Grands Succes De Céline Dion (1984)
Les Oiseaux Du Bonheur (1984)
Le Chensons En Or (1986)
The Best (1988)
On Ne Change Pas (2005)

Inglês
All The Way… A Decade Of Song (1999)
The Collector’s Series, Volume One (2000)
Let’s Talk About Love / Falling into You / A New Day Has Come (2007)
My Love: Essential Collection (2008)

Ao Vivo - Inglês / Francês
Céline Dion EnConcert (1985)
L’Olympia (1994)
Live A Paris (1996)
Au cœur Du Stade (1999)
A New Day… Live In Las Vegas (2004)
Taking Chances World Tour: The Concert (2010)

Editado por maahdion em Dez 22 2012, 23h31

Todos os textos enviados pelos usuários nesta página estão disponíveis sob a licença Creative Commons Attribution/Share-Alike.
Os textos também estão disponíveis sob a Licença de documentação livre GNU.

Ficha do artista

Gerado a partir de fatos marcados na wiki.

Formada em
  • 1981
Fundada em
  • Charlemagne, Québec, Canadá

Você está vendo a versão 47. Veja versões mais antigas, ou discuta esta wiki.

Você também pode ver uma lista de todas as alterações recentes na wiki.